A França encerrou 81 escolas e 2.100 turmas após o registo de casos positivos de Covid-19, disse esta quarta-feira o ministro da Educação de França, duas semanas após a reabertura das escolas, considerando os dados aceitáveis.

Jean-Michel Blanquer disse à televisão LCI que o saldo é positivo, referindo que existem cerca de 60 mil centros escolares no país. “Com apenas 0,13% das escolas encerradas e 0,3% das turmas, o retorno tem sido bom”, destacou.

No dia 7 de setembro, o saldo era de 28 estabelecimentos e 262 turmas fechadas. O número de novos casos positivos do novo coronavírus em toda a França foi de 7.852 na terça-feira, muito acima dos 6.158 registados na segunda-feira, o que eleva o total de positivos desde o início da pandemia para 395.104, segundo dados das autoridades de saúde. Na terça-feira, também ocorreram 49 óbitos devido ao novo coronavírus, dos quais 37 em hospitais, totalizando 30.999 mortos em França desde o início da epidemia de Covid-19.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 929.391 mortos e mais de 29,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 1.875 pessoas dos 65.021 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China. Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.