A Câmara de Redondo (Évora) vai encerrar, a partir de terça-feira, os serviços municipais de atendimento ao público, por precaução, devido à existência de um surto de Covid-19 na comunidade, disse esta segunda-feira o presidente do município.

Em declarações à agência Lusa, o autarca de Redondo, António Recto, indicou que os serviços vão fechar as portas, por precaução, para “evitar que as pessoas se desloquem” à câmara e “prevenir o contágio” do novo coronavírus. Contudo, sublinhou, “haverá atendimento nos serviços municipais, mas terá de ser marcado previamente”.

Segundo o presidente da Câmara de Redondo, o primeiro caso deste surto foi detetado há quase duas semanas, tendo, desde então, sido identificados mais 12 infetados por Covid-19 na comunidade, totalizando “13 casos ativos”.

“É um surto na comunidade”, o qual se suspeita que tenha sido “importado de Évora”, nomeadamente através de uma pessoa infetada que visitou familiares em Redondo, assinalou, referindo que já foram realizados quase 100 testes.

António Recto realçou que “a situação está a ser acompanhada pela Autoridade de Saúde Pública” e que “todos os dias” são feitos testes, pelo que o surto “está controlado, embora possa demorar alguns dias a ser eliminado”.

O autarca adiantou que as autoridades de saúde começaram esta segunda-feira a testar para a Covid-19 os utentes e funcionários dos quatro lares do concelho, num trabalho que se deve prolongar até terça-feira.