Mais de uma semana depois dos primeiros casos de um surto que acabou com o adiamento do jogo com o Gil Vicente, o Sporting recebe boas notícias. Os resultados dos novos testes realizados ao plantel e restantes elementos do staff já em Lagos, no estágio que os leões estão a cumprir desde a passada quarta-feira, foram todos negativos, o que significa que o risco de novos casos reduziu consideravelmente.

O receio de novos casos entre os 19 jogadores e restante comitiva que estão no Algarve cresceu depois de João Palhinha e um outro elemento da estrutura terem testado positivo no final da semana passada — depois de terem estado nos dias anteriores em Lagos e afastados dos 12 casos que ficaram em isolamento em Lisboa, incluindo Rúben Amorim e o diretor clínico João Pedro Araújo. Certo é que, e depois da nova bateria de testes realizada no passado sábado, não surgiu qualquer outro resultado positivo.

Torna-se por isso mais viável a realização do jogo da próxima quinta-feira, em Alvalade e contra o Aberdeen, a contar para a terceira pré-eliminatória de acesso à Liga Europa. O Sporting não poderá contar com os nove jogadores que testaram positivo — Max, Renan, Gonçalo Inácio, Eduardo Quaresma, Borja, Pedro Gonçalves, Nuno Santos, Rodrigo Fernandes e João Palhinha — e convocou por isso vários elementos da equipa B para o confronto com o clube escocês.

Hugo Cunha, João Silva, Geny Catamo, Bruno Paz, Mess de Wit, Pedro Marques e Joelson Fernandes foram todos integrados nos trabalhos que estão a decorrer no Algarve e são opção para o jogo de quinta-feira. Jogo onde Rúben Amorim, treinador dos leões, também não estará presente, já que é um dos elementos infetados que permanece em isolamento. O técnico deve assistir à partida através da transmissão televisiva e será Emanuel Ferro, o adjunto que já costuma assumir o comando da equipa durante os encontros e a presença nas flash interviews, devido ao nível de treinador que Amorim ainda não tem, vai ser o líder dos leões contra o Aberdeen. Todo o plantel será novamente submetido a testes de despistagem esta terça-feira, 48 horas antes do encontro europeu, como dita o protocolo em vigor.

Em caso de passagem ao playoff da Liga Europa, Sporting pode reencontrar LASK. Rio Ave no caminho do AC Milan

A decisão final sobre a realização ou não do jogo em Alvalade pertence à ARS Lisboa que, à partida, terá um parecer favorável — principalmente por não existirem novos casos na comitiva leonina. Se eliminar o Aberdeen na quinta-feira, o Sporting já sabe que vai encontrar o vencedor da eliminatória entre o LASK e o Dunajská Streda, da Eslováquia, no playoff de acesso à Liga Europa.