Paulette voltou a ser considerado uma tempestade pós-tropical depois de ter perdido e mudado de rumo, o que faz com que a probabilidade atingir a Madeira esteja agora abaixo dos 10% — segundo a última previsão do Centro de Furacões de Miami esta madrugada. Esta nova informação motivou um comunicado do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) que informa que, pelas 4h00 em Portugal (e na Madeira), o ciclone Paulette estava a 345 quilómetros da Madeira.

No comunicado enviado pelo IPMA há indicação de que pelas 4h00 locais (Madeira) desta quarta-feira, o centro do ciclone estava a 345 quilómetros a oes-noroeste (WNW) da ilha da Madeira.  “De acordo com o Centro Nacional de Furacões de Miami (NHC), a tempestade tropical Paulette perdeu atividade desde o final da tarde de ontem, tendo sido por isso antecipada a sua classificação para tempestade pós-tropical durante a noite”, lê-se.

Também pelas 4h00, na Madeira, o vento era de 65 km/h com rajadas superiores num raio de cerca 95 km à volta do seu centro. “Segundo o NHC, o sistema irá deslocar-se para uma região com água do mar a 22-23º Celsius, resultando num enfraquecimento nos próximos dois dias”, lê-se.

“Assim, este sistema depressionário irá deslocar-se para leste a uma velocidade de 19 km/h nas próximas horas, com uma mudança de rumo para oes-sudoeste no fim do dia 24”, acrescenta o comunicado.

Segundo esta previsão do NHC, a probabilidade do arquipélago da Madeira ser atingido com vento de intensidade de tempestade tropical, ou seja a uma velocidade superior a 63 km/h, está abaixo dos 10%. Pelo que esta quarta-feira prevê-se “vento de sudoeste até 30 km/h, rodando para noroeste e sendo temporariamente forte nas terras altas, com rajadas até 80 km/h, e aguaceiros, em especial a partir da tarde e que poderão ser localmente intensos e acompanhados de trovoada”.

Tempestade tropical Paulette despertou novamente, atinge Açores e dirige-se para a Madeira