Um deputado argentino foi forçado a renunciar ao mandato após ter sido apanhado a beijar os seios desnudos da namorada durante um debate parlamentar que decorria por videoconferência. O momento, segundo conta jornal britânico The Guardian, aconteceu durante um debate sobre os investimentos do fundo de pensões e foi transmitido ao vivo no canal do Youtube do Parlamento argentino e também numa tela gigante montada na Câmara dos Deputados, onde outros deputados participavam presencialmente na sessão.

Devido à pandemia, há vários deputados que preferem seguir as sessões plenárias a partir de casa. O deputado Juan Emilio Ameri — que entretanto foi forçado a demitir-se após ser chamado à razão pelo presidente do Parlamento, Sergio Massa — alegou que pensava estar offline. Mais tarde, em declarações a uma rádio argentina, disse ainda ter uma “péssima ligação [de internet] em casa”.

O momento tornou-se viral e, embora num primeiro momento Ameri tenha pedido a suspensão, acabou por ceder à pressão e resignar ao cargo. Juan Emilio Ameri é do mesmo partido que o presidente Alberto Fernández. Apesar das muitas críticas também houve quem viesse em defesa do deputado. María Rachid, veradora do seu partido em Buenos Aires, desvalorizou o que aconteceu, dizendo que o comportamento não era pior que os deputados que jogam Candy Crush durante a sessão plenária.