O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, respondeu este domingo ao embaixador dos Estados Unidos da América (EUA) em Lisboa afirmando que, “em Portugal, quem decide acerca dos seus destinos são os representantes escolhidos pelos portugueses”.

A agência Lusa questionou o chefe de Estado sobre as declarações proferidas pelo embaixador dos EUA, George Glass, em entrevista Expresso, publicada na edição deste sábado, em que defende que “Portugal tem de escolher entre os aliados e os chineses”.

Embaixador dos EUA em Lisboa diz que Portugal tem de escolher entre EUA e China

“É uma óbvia questão de princípio que, em Portugal, quem decide acerca dos seus destinos são os representantes escolhidos pelos portugueses – e só eles – no respeito pela Constituição e o direito por ela acolhido, como o direito internacional”, afirmou o Presidente da República, numa declaração enviada à agência Lusa.

A declaração vai no mesmo sentido da reação do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Escolher entre China ou EUA? Santos Silva avisa embaixador americano que quem decide é Portugal