O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, encontrou-se esta segunda-feira com o homólogo grego, Nikos Dendias, e ambos concordaram na necessidade de resolver pacificamente a tensão com a Turquia sobre a jurisdição das zonas reclamadas por Ancara no Mediterrâneo oriental.

“Os Estados Unidos e a Grécia partilham dos mesmos pontos de vista sobre o Mediterrâneo Oriental e reafirmam a convicção de que a questão sobre os limites marítimos deve ser resolvida pacificamente”, refere uma nota conjunta dos dois países após a reunião entre Mike Pompeo e o chefe da diplomacia grega em Salónica.

“Reitera-se o empenhamento na cooperação entre aliados da Aliança Atlântica, usando todos os meios à disposição no sentido de salvaguardar a estabilidade e a segurança regional”, acrescenta a declaração dos dois responsáveis, grego e norte-americano.

Os dois governantes concordam que a questão deve ser solucionada pacificamente e de acordo com a lei internacional, referindo-se aos acordos firmados entre a Grécia, Itália e Egito sobre a delimitação das Zonas Económicas Exclusivas, um aspeto central na escalada de tensão com a Turquia.

Os Estados Unidos e a Grécia destacaram a vontade de cooperação em questões relacionadas com segurança regional, controlo de fronteiras e outros.

As tensões no Mediterrâneo são um dos assuntos na agenda de Pompeo que vai permanecer durante dois dias na Grécia, onde prevê visitar também a base naval de Souda Bay na ilha de Creta.

As relações entre a Grécia e a Turquia, ambos Estados-membros da Aliança Atlântica, deterioraram-se durante os últimos meses, por causa dos limites da exploração marítima na zona oriental do Mediterrâneo fazendo crescer o receio de um conflito. A Turquia enviou um navio, escoltado por vasos de guerra, para prospeção de recursos energéticos na área reclamada pela Grécia. Atenas enviou para a mesma zona um navio de guerra.

No domingo, a situação no Mediterrâneo foi discutida entre Mike Pompeo e o secretário-geral da NATO Jens Stoltenberg.

Na mesma altura em que se começaram a agravar as tensões com a Turquia, a Grécia anunciou a compra de material de guerra, incluindo aviões de combate franceses, navios e armamento.

Durante a visita a Salónica, no norte da Grécia, Pompeo vai assinar um acordo bilateral sobre ciência e tecnologia e vai discutir os projetos energéticos do governo de Atenas assim como vão participar nas celebrações do Yom Kipur a convite da comunidade judaica. Mike Pompeo vai depois deslocar-se a Itália e à Croácia