O indicador de confiança dos consumidores diminuiu em setembro, mantendo-se “relativamente próximo” do nível dos últimos três meses, e o indicador de clima económico manteve a subida iniciada em maio, divulgou esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

“Em setembro, o indicador de confiança dos consumidores diminuiu, permanecendo num patamar relativamente próximo nos últimos três meses, após a recuperação parcial observada em maio e junho, mas situando-se ainda significativamente abaixo dos níveis pré-pandemia”, refere o INE.

Quanto ao indicador de clima económico, “aumentou entre maio e setembro, de forma ligeira no último mês, após ter atingido em abril o valor mínimo da série”.

Os resultados dos Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores divulgados esta terça-feira pelo instituto estatístico revelam que, “em setembro, os indicadores de confiança aumentaram na ‘construção e obras públicas’ e nos ‘serviços’, tendo diminuído na ‘indústria transformadora’ e, de forma ligeira, no ‘comércio'”.