Os CTT e a Associação Nacional de Freguesias vão reforçar quarta-feira a parceria que já existe desde 2003 entre as instituições com novas condições no âmbito da prestação de serviços postais em juntas com postos de correios.

Em comunicado, os CTT – Correios de Portugal adiantam que das novas condições que passarão a vigorar a partir de 01 de outubro destacam-se a “melhoria muito significativa das condições financeiras para as Juntas de Freguesia, maior e melhor oferta de serviços para as populações e o reforço de competências técnicas para os colaboradores das Juntas de Freguesia”. Segundo a nota, vai também ser criado um grupo de trabalho conjunto que acompanhará o processo de transformação e modernização que se pretende concretizar com as Juntas de Freguesia em que existam postos de correio.

Os CTT lembram que este reforço de parceria vai consolidar uma “relação histórica de quase duas décadas que serve os portugueses naquilo que é o serviço público de correios, nas suas mais importantes funções de proximidade e de serviço às populações”.

“Ao longo das quase duas décadas de relação protocolar, as Juntas de Freguesia têm sido fundamentais para a concretização do desenvolvimento da rede postal que, além das 554 lojas próprias, conta hoje com mais de 1.800 postos de correio, cerca de metade dos quais localizados em Juntas de Freguesia”, é referido. Na nota, o presidente executivo dos CTT, João Bento, sublinha que o reforço de parceria “é mais um claro sinal da proximidade dos CTT às populações, através do poder local, representado pelas Juntas de Freguesia”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Por sua vez, o presidente do conselho diretivo da Associação Nacional de Freguesias (Anafre), Jorge Veloso, citado na nota, destaca que o acordo “representa um passo muito importante na normalização das relações com os CTT, pelo reconhecimento do imprescindível papel que as freguesias prestam às suas populações”.

“A revisão das condições do protocolo anterior, que data de 2003, marca uma nova etapa no relacionamento entre as instituições e conduzirá à prestação de um serviço com mais qualidade para os nossos concidadãos. A nossa entrega foi e será sempre total”, salientou.