Dois jogos da II Liga portuguesa de futebol vão juntar-se ao grupo de jogos em que será testado o regresso dos adeptos aos estádios, anunciou esta sexta-feira a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Os jogos entre Académico de Viseu e Académica, agendado para 8 de outubro, e entre Feirense com o Desportivo de Chaves, marcado para 15 de outubro, serão monitorizados por um grupo de acompanhamento criado entre a Direção-Geral da Saúde (DGS), Liga de clubes e o pneumologista consultor da Liga, Filipe Froes.

Estes dois jogos, referentes à primeira jornada da II Liga e que foram adiados devidos a casos de Covid-19, vão juntar-se ao jogo entre o Santa Clara e o Gil Vicente, da I Liga, marcado para domingo, e aos dois jogos da seleção portuguesa com a Espanha (7 de outubro) e Suécia (14 de outubro) no grupo de testes-piloto.

O presidente da Liga, Pedro Proença, e os diretores-executivos, Sónia Carneiro, Helena Pires e Tiago Madureira, o diretor de planeamento e estratégia, Rui Caeiro, bem como o pneumologista Filipe Froes estiveram na tarde desta sexta-feira reunidos com o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, com a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, e com o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo.

Desta reunião saiu um compromisso claro de ambas as partes em avançar para um grupo de jogos-teste, de forma a que se faça uma posterior análise ao comportamento dos adeptos nos estádios, numa altura de precauções especiais devido à Covid-19″, refere a Liga em comunicado.

O documento acrescenta que foi ainda decidida a criação de um grupo de acompanhamento do futebol profissional, constituído por elementos da DGS, da Liga e por Filipe Froes, que, “além da monitorização contínua destes três jogos, irá analisar relatórios exaustivos sobre cada um dos três encontros do futebol profissional”.

“No dia seguinte à realização do relatório haverá uma reunião de trabalho, com a última a estar marcada para 19 de outubro, data em que se definirão os passos seguintes”, acrescenta o documento.

A Liga salienta que assumiu o compromisso de efetuar relatórios detalhados após os três jogos, das I e II ligas, de forma a que a autoridade de saúde possa analisar vários fatores, como a entrada e saída dos adeptos, bem como ao comportamento revelado nas bancadas.

Segundo o documento da Liga de clubes, no final da reunião, António Lacerda Sales, acompanhado por Graça Freitas e João Paulo Rebelo, explicou, precisamente, o compromisso de se fazerem esses relatórios para uma posterior avaliação, tal como Pedro Proença evidenciou o facto de se ter dado “um passo importante” com estes testes-piloto no futebol profissional.

Foi uma grande conquista que aqui tivemos. Efetivamente, aquilo que inicialmente seria para as regiões autónomas, vai começar, também, em Portugal continental. Vamos ter cinco testes-piloto para a integração gradativa de público, sabendo que a taxa inicial será de 10%. A seguir a cada jogo será emanado um relatório de avaliação”, afirmou Pedro Proença, que estará presente no jogo entre o Santa Clara e o Gil Vicente.

O presidente da Liga mostrou-se satisfeito pelo facto de o Governo ter “anuído às pretensões da Liga”.

“Vamos seguir o nosso caminho. Dia 19 [de outubro], esperamos ter uma reunião conclusiva, para que o público volte aos estádios“, concluiu.

O jogo Santa Clara–Gil Vicente, da terceira jornada da I Liga de futebol, vai ter uma assistência de 1.000 pessoas, sendo o primeiro jogo profissional da época a ter público no estádio devido às restrições da Covid-19.

Os próximos jogos da seleção portuguesa frente à Espanha e à Suécia, ambos no estádio José Alvalade, também foram autorizados a receber público, revelou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em comunicado.

No jogo de preparação entre as seleções de Portugal e de Espanha, no próximo dia 7 de outubro, pelas 19h45, no Estádio José Alvalade, será autorizada a ocupação de 5% da lotação do estádio com público. No jogo oficial entre as seleções de Portugal e da Suécia, a contar para a Liga das Nações, no dia 14 de outubro, às 19h45, no Estádio José Alvalade, será autorizada a ocupação de 10% da lotação do estádio com público”, explicou a FPF.