O tenista espanhol Rafael Nadal, campeão em título, e o austríaco Dominic Thiem, vice-campeão, prosseguem a caminhada triunfal em Roland Garros, terceiro major da época, assegurando o acesso aos oitavos de final, ao contrário de Stan Wawrinka, eliminado.

Em mais um dia de chuva em Paris, o esquerdino e número dois mundial voltou a não encontrar grande oposição por parte do adversário, o italiano Stefano Cavaglia (74.º ATP), sob a nova cobertura amovível do court Philippe Chatrier, onde já ergueu 12 vezes a Taça dos Mosqueteiros, e assegurou a passagem aos oitavos de final em apenas três sets, por 6-1, 6-4 e 6-0, em uma hora e 35 minutos.

Graças aos 28 winners, contra apenas 13 erros não forçados, Rafael Nadal colocou um ponto final na melhor exibição do italiano na terra batida parisiense, depois de há um ano ter disputado a primeira jornada, e marcou encontro com o norte-americano e qualifier Sebastian Korda (210.º ATP), filho de um antigo campeão do “Grand Slam”, Petr Korda, e primeiro jogador nascido nos anos 2000 a atingir a segunda semana do major francês, ao eliminar o espanhol Pedro Martinez, com os parciais de 6-4, 6-3 e 6-1.

Finalista em 2018 e 2019, Dominic Thiem também ainda não encontrou maiores sobressaltos no pó de tijolo de Roland Garros e esta sexta-feira garantiu a sua 10 vitória consecutiva frente ao norueguês Casper Ruud, 28.º colocado ATP, depois de recuperar de uma desvantagem de 1-3 no primeiro set, para triunfar em três partidas, por 6-4, 6-3 e 6-1.

Estou muito feliz e foi um bom encontro. Não cometi muitos erros, foi um encontro muito bom. O Casper é muito bom jogador e tivemos algumas boas trocas de bolas. Ele está muito confiante depois das meias-finais em Roma e em Hamburgo e teve uma boa atitude do princípio ao fim. Não lhe quis dar nenhuma hipótese no terceiro ‘set'”, frisou o número três ATP, que venceu recentemente o seu primeiro título do Grand Slam no US Open.

Consumado o regresso aos oitavos de final, Dominic Thiem, de 27 anos, marcou duelo com o francês Hugo Gaston, que protagonizou uma das maiores surpresas da jornada, ao bater em cinco sets o suíço Stan Wawrinka, detentor de três títulos do “Grand Slam”, um dos quais em Roland Garros em 2015, com os parciais de 2-6, 6-3, 6-3, 4-6 e 6-0, em três horas e 10 minutos.

Enquanto o jovem Jannik Sinner (75.º AP), de 19 anos, igualava o feito histórico de Korda e Gaston, também com 20 anos, qualificando-se para a fase seguinte da prova com um triunfo ante o argentino Federico Coria, por 6-3, 7-5 e 7-5, Diego Schwartzman (14.º ATP), que bateu Rafael Nadal nos quartos de final do ATP Masters 1.000 de Roma, impôs-se ao eslovaco Norbert Gombos, por 7-6 (7-3), 6-3 e 6-3.

Já Alexander Zverev, sétimo classificado do ranking ATP e vice-campeão do US Open, ultrapassou o italiano Marco Cecchinatto (110.º ATP), com parciais de 6-1, 7-5 e 6-3, e terá como próximo adversário Jannik Sinner, pela primeira vez nos oitavos de final de um torneio do Grand Slam.

Na competição feminina, as principais candidatas ao título, Simona Halep e Elina Svitolina, apenas precisaram de duas partidas para assegurar a continuidade no major francês.

Enquanto a romena e primeira cabeça de série, campeã de Roland Garros em 2018, precisou de apenas 54 minutos para derrotar, por 6-0 e 6-1, a norte-americana Amanda Anisimova (29.ª WTA), com quem havia perdido há um ano em Paris, a ucraniana e quinta colocada na hierarquia WTA bateu a russa Ekaterina Alexandrova, pelos parciais de 6-4 e 7-5.

A holandesa Kiki Bertens, número oito mundial, por sua vez, afastou a checa Katerina Siniakova, por duplo 6-2, e vai defrontar agora a vencedora do encontro entre a grega Maria Sakkari e a italiana Martina Trevisan.