Sergiño Dest chegou esta semana ao Barcelona para ocupar a vaga que Nélson Semedo deixou quando saiu para o Wolverhampton e não foi nada parco na hora de escolher as palavras para explicar a felicidade que sentia por ir jogar ao lado de Leo Messi. E deixou uma promessa. 

Sergiño Dest custou 21 milhões ao Barcelona, ficou com uma cláusula de 400 e é o mais recente nome do “american dream” que invadiu a Europa

“Para mim, é o melhor jogador de todos os tempos, por isso será espetacular jogar com ele. Por ele, ficarei sem oxigénio nos pulmões em cada jogo. Está a ser tudo incrível. É uma honra poder jogar na melhor equipa do mundo, é como um sonho tornado realidade”, explicou o lateral numa entrevista ao holandês Telegraaf onde ainda acrescentou que tem Dani Alves como ídolo e que a presença de Ronald Koeman em Camp Nou foi “a chave” na hora de escolher deixar o Ajax e rumar à Catalunha.

Este domingo, o lateral de 19 anos estreou-se pelo Barcelona ao substituir o lesionado Jordi Alba já na segunda parte da receção ao Sevilha — que era, de forma natural, o desafio mais complicado dos catalães desde o início da temporada. A equipa de Lopetegui adiantou-se no marcador logo nos primeiros minutos, por intermédio de Luuk de Jong (8′), mas Philippe Coutinho empatou o resultado instantes depois (10′). Até ao fim, Trincão ainda entrou para o lugar de Griezmann, somando mais alguns minutos pela nova equipa, mas o resultado não voltou a alterar-se e o Barcelona empatou com o Sevilha num jogo muito cinzento.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em Camp Nou, os catalães acabaram por perder os primeiros pontos da temporada depois de duas vitórias nas duas primeiras jornadas. Apesar de ter ainda menos um jogo, o Barcelona tem agora menos três pontos do que o Real Madrid, que venceu este domingo o Levante com golos de Vinícius e Benzema e é agora líder isolado da liga espanhola.