Greg Van Avermaet sofreu este domingo múltiplas fraturas numa queda a cerca de 100 quilómetros da meta da clássica velocipédica Liège-Bastogne-Liège, anunciou este domingo a equipa CCC, admitindo que o belga tenha de terminar precocemente a temporada.

A formação polaca deu conta de que o campeão olímpico de estrada sofreu “uma disjunção da articulação acromioclavicular, partiu três costelas, sofreu um pequeno pneumotórax e uma pequena fratura do primeiro processo transverso da vértebra torácica”.

“Estas lesões significam, mais do que provavelmente, que a época terminou para Greg”, lê-se no comunicado da CCC, sobre o estado clínico do vencedor da edição de 2017 do Paris-Roubaix, que, depois do monumento deste domingo, tinha previsto voltar a disputar a ‘rainha’ das clássicas, em 25 de outubro, e a Volta a Flandres, uma semana antes.

A Liège-Bastogne-Liège, vencida pelo esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), pode ter sido a última corrida de Van Avermaet na CCC, uma vez que, em 2021, vai alinhar na francesa AG2R-Citroën.