A 13 de outubro há um evento especial da Apple, o “Hi, Speed”, e só falta à marca da maçã anunciar uma coisa: como serão os novos modelos de iPhone. Na edição deste ano do evento anual da empresa liderada por Tim Cook, os ecrãs desligaram-se sem que os smartphones fossem apresentados. Desde que Steve Jobs apresentou o primeiro iPhone, em 2007, que é tradição a marca apresentar as novidades em setembro.

A Apple já tinha revelado em julho que o lançamento dos novos modelos iria decorrer mais tarde do que o habitual, devido a vários constrangimentos provocados pela pandemia de Covid-19. Em setembro, a marca acabou por focar-se no lançamento dos novos iPad e Apple Watch.

Um evento sem novos iPhone, mas com a saúde no pulso em segundos. As novidades da Apple

Sobre os novos modelos de iPhone, já saíram vários rumores na imprensa especializada: acredita-se que serão anunciados como iPhone 12, que terão ligação 5G, serão apresentados com um novo design, novos ecrãs e até câmaras com lasers, que podem ser o futuro. Ao contrário da principal concorrência direta, a Huawei e a Samsung, a Apple continua a não ter smartphones que possam utilizar as novas infraestruturas de rede móvel de alta velocidade.

5G e um novo design. O que se espera dos novos iPhone 12

Em abril, a Apple lançou um novo iPhone SE, considerado o smartphone low-cost da marca, sem aviso prévio, que chegou às lojas portuguesas a 24 de abril e pode ser adquirido, no mínimo, por 499 euros (versão de 64 GB).

Apple lançou mesmo um iPhone “low-cost”. O novo SE chega às lojas a 24 de abril