O presidente da Câmara de Vila Real apelou esta segunda-feira ao uso de máscara, mesmo na via pública, e a uma maior fiscalização das forças policiais neste concelho que contabiliza 73 casos ativos de Covid-19.

“Aquilo que tentamos é apelar a todos, sem exceção, que usem máscara, mesmo no exterior, na via pública, e cumpram as regras. Vamos pedir à PSP e à GNR e a outras entidades que fiscalizem, fiscalizem, fiscalizem”, afirmou Rui Santos aos jornalistas.

Segundo o autarca socialista, no domingo o concelho contabilizava 73 casos ativos de covid-19, cinco dos quais estavam internados no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), ao passo que 215 pessoas se encontravam em isolamento.

“Julgo que ainda não há motivo para alarme, mas há motivo para preocupação. Estamos em outubro. Imaginem o que acontecerá em novembro, dezembro, janeiro, se não abrandarmos este ritmo de crescimento de casos Covid-19″, salientou.

Rui Santos disse que se está a sensibilizar a população para o cumprimento de todas as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS), como o uso de máscara, distanciamento social e a desinfeção das mãos.

O autarca apontou que é preciso todos serem responsáveis e garantiu que, se os números não estabilizarem, a autarquia pode adotar medidas mais drásticas”.

“Podemos tomar medidas que possam ser tomadas com o poder que o município tem. O município não consegue fazer o trabalho da PSP, nem da GNR, não consegue fiscalizar os estabelecimentos que estão abertos fora de horas ou que têm uma concentração superior àquilo que a lei permite, não consegue desmobilizar os cidadãos em grupos superiores a 10 pessoas, não consegue fiscalizar o distanciamento e o número de lugares nas esplanadas ou nos cafés e restaurantes”, referiu.

O presidente referiu que vai aguardar pelas medidas que vão sair do conselho de ministros, que se debruçará sobre este tema, e, depois, “vai agir”.

Uma das medidas que está a ser ponderada é o encerramento dos estabelecimentos comerciais às 20:00.

A câmara está a acompanhar e a monitorizar todas as situações, algumas relacionadas com escolas e uma delas com a aldeia de Guiães, onde estão identificados “cinco a seis” casos positivos.

Por precaução e porque a população é muito idosa, no domingo foi suspensa a missa nesta localidade.

No concelho, segundo Rui Santos, foi reativado o centro de rasteio à Covid-19, que estava instalado no centro de formação dos bombeiros da Cruz Verde, e foi também colocada uma tenda para testagem na zona do Régia Douro Park.

Portugal contabiliza pelo menos 2.080 mortos associados à Covid-19 em 86.664 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).