A Santa Casa da Misericórdia de Montalegre disse esta segunda-feira que deram negativo os 99 testes à Covid-19 realizados a utentes e funcionários do Lar São José, depois de uma idosa ter testado positivo à doença.

O provedor Fernando Rodrigues explicou à Lusa que a Santa Casa da Misericórdia decidiu promover uma “ação de despistagem” depois de, na semana passada, uma idosa de 80 anos, utente do Lar de São José, ter testado positivo à Covid-19.

O responsável referiu que “deram negativo” todos os 99 testes que foram realizados a utentes e funcionários do lar, refutando a existência de um surto na instituição.

Foram também testados, acrescentou, alguns trabalhadores das valências creche e da unidade de cuidados continuados.

A Santa Casa disse, inicialmente, ter feito testes a dois utentes e a uma funcionária, numa ação preventiva realizada após terem sido detetados dois médicos positivos no centro de saúde local.

Posteriormente, em comunicado, a instituição esclareceu que a utente que veio a testar positivo para a Covid-19 foi ao centro de saúde, mas foi vista numa ambulância não havendo contacto próximo com o médico, seguindo depois para o Hospital de Chaves.

Montalegre ativou o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil no dia 02 de outubro, depois de terem sido detetados os primeiros casos positivos de Covid-19 no Lar Nossa Senhora do Pranto, na vila de Salto, onde estão infetados 26 utentes e 12 funcionárias, alastrando-se depois às escolas, bombeiros e particulares.

Esta segunda-feira, em Salto as aulas já decorrem com normalidade para as turmas dos 1.º e 2.º anos da escola básica.

Em alguns dias da semana passada, apenas um menino, num universo de 70, foi às aulas naquele estabelecimento de ensino.

Na sexta-feira, a Comissão Municipal de Proteção Civil de Montalegre, após uma reunião de emergência, recomendou que os cafés, restaurantes, bares, cabeleireiros e comércio geral passem a funcionar das 10:00 às 19:00.

Das recomendações de horário reduzido excetuam-se farmácias, padarias e postos de combustível.

O município já implementou outras medidas para travar a Covid-19 como a suspensão das feiras, desfasamento dos horários de trabalho dos funcionários camarários e o encerramento do Castelo.

A Diocese de Vila Real anunciou também que decidiu “suspender temporariamente as celebrações do culto e outras atividades pastorais nas paróquias do Arciprestado do Barroso (concelho de Montalegre) até que as condições melhorem”.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Unidade de Saúde do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Tâmega, divulgado no sábado, o concelho de Montalegre contabilizava 70 casos ativos.

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais 14 mortos relacionados com a Covid-19 e 1.249 novos casos de infeção com o novo coronavírus, de acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 2.094 mortes e 87.913 casos de infeção, estando ativos 32.321 casos, mais 924 do que no domingo.