Dark Mode 152kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Boletim DGS. Portugal com maior número de mortes dos últimos cinco meses

Foram anunciados 16 óbitos devido à Covid-19, o número mais alto desde mais 20 de maio, elevando o total para 2.110. Os internamentos ultrapassaram os 900 pela primeira vez desde 1 de maio.

i

A região Norte voltou a ser a que registou maior número de casos, mas foi em Lisboa e Vale do Tejo que ocorreram a maioria dos óbitos

PIYAL ADHIKARY/EPA

A região Norte voltou a ser a que registou maior número de casos, mas foi em Lisboa e Vale do Tejo que ocorreram a maioria dos óbitos

PIYAL ADHIKARY/EPA

Esta terça-feira, o boletim da Direção-Geral de Saúde (DGS) sobre a situação epidemiológica em Portugal confirmou 16 mortes devido ao novo coronavírus nas últimas 24 horas. O número é superior ao desta segunda-feira (14) e é o mais alto desde o dia 20 de maio, quando foram registados os mesmos óbitos. A Covid-19 já fez 2.110 vítimas mortais em Portugal.

Em relação aos novos casos, foram confirmados 1.208, menos do que no dia anterior, quando foram anunciados 1.249. Trata-se, porém, do sexto dia consecutivo em que os novos casos ficaram acima dos 1.000, numa média diária de 1.311. O número de infetados desde o início da pandemia é agora 89.121.

Norte com 59% dos novos casos de Covid-19

A região Norte voltou a registar o maior número de casos nas últimas 24 horas, com 713 dos 1.208 confirmados esta terça-feira (59%). A seguir ficou Lisboa e Vale do Tejo, com 340 (28%), e o Centro, com 94 (7,8%). Alentejo, Algarve, Madeira e Açores viram serem confirmados 32 (2,6%), 24 (2%), 3 (0,2%) e 2 casos (0,17%), respetivamente.

Como vem também a ser habitual, a maior parte das mortes ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (10). Cinco pessoas morreram no Norte do país e 1 no Centro.

Internamentos estão a subir há dez dias consecutivos. Ultrapassam agora os 900

Entre segunda e esta terça-feira, foram internados mais 39 doentes, número que é superior ao do dia anterior, quando deram entrada 34 pessoas em hospitais portugueses devido à Covid-19. Os internamentos estão, aliás, a subir consecutivamente há dez dias, numa média de 25 por dia. Na semana passada, a média foi de 23 por dia, a terceira mais alta desde o início da pandemia.

Os valores desta terça-feira representam a maior subida diária desde o dia 29 de abril. O número total de internamentos é agora 916. Desde 1 de maio que não se registava um valor igual ou superior a 900.

Em unidades de cuidados intensivos (UCI), estão agora 134 doentes infetados com o novo coronavírus, depois de nas últimas 24 horas sido internadas quatro pessoas em UCI.

Há mais 549 doentes recuperados, num total de 54.047. Os casos ativos são agora 32.964, mais 643 do que nesta segunda-feira.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.