A Alemanha registou 6.638 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, um recorde desde o início da pandemia, segundo dados oficiais divulgados esta quinta-feira.

A informação surgiu poucas horas depois do anúncio de novas restrições nos 16 estados regionais, com o objetivo de prevenir o ressurgimento da pandemia.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/coronavirus-fora-da-china/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”1168″ slug=”coronavirus-fora-da-china” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/coronavirus-fora-da-china/thumbnail?version=1602631264572&locale=pt-PT&publisher=observador.pt” mce-placeholder=”1″]O número mais alto de contaminação diária datava de 28 de março, com 6.294 casos.

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou na noite de quarta-feira a introdução de novas medidas mais restritivas, após uma reunião com responsáveis dos 16 estados regionais.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Por exemplo, o número de participantes em eventos privados será limitado em regiões que registem mais de 35 novas contaminações por 100.000 habitantes em sete dias. Nessas áreas, as máscaras serão obrigatórias sempre que as pessoas estiverem próximas umas das outras por um determinado período de tempo.

Os encontros serão limitados a 25 pessoas em estabelecimentos públicos e 15 em salas privadas.

“Estou convencida de que o que fizermos agora determinará como iremos superar esta pandemia”, afirmou Merkel.

“Podemos ver (…) que o índice de infeções está a aumentar e que em algumas regiões é muito alto”, acrescentou. “Esta é a razão pela qual devemos evitar o crescimento descontrolado ou exponencial“, sublinhou.

Uma vez ultrapassado o número de 50 novos contágios por 100 mil habitantes, regras ainda mais severas serão impostas, segundo as autoridades.

República Checa também bate recorde

A República Checa anunciou esta quinta-feira 9.544 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, tendo atingindo o valor mais alto de infeções desde o início da pandemia. O país de aproximadamente 10 milhões de habitantes registou ainda mais 35 óbitos resultantes da doença, de acordo com a Reuters.

As autoridades checas reportam 139.230 casos do novo coronavírus e 1.172 mortes pela doença desde março.

O país centro-europeu está a ser severamente afetado pela pandemia desde setembro, depois de nos primeiros meses ter conseguido controlar eficazmente a situação. Até agosto, o país nunca tinha atingido as 400 infeções de Covid-19 em 24 horas.

Para responder ao aumento dos números de novas infeções, a República Checa encerrou, a partir da passada quarta-feira, escolas, teatros, cinemas, bares e restaurantes. O Governo também limitou ajuntamentos a um máximo de seis pessoas.

Covid-19: restrições continuam a apertar na Europa, mas confinamento é afastado

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de um milhão e oitenta e sete mil mortos e mais de 38.2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).