A famosa livraria do Porto fechou portas a 1 de junho, mas não ficou parada. Lançou um prémio literário através do qual desafios os seus leitores a escreverem um conto inspirado no período de confinamento decorrente da pandemia. “A resposta foi avassaladora”, avança a Lello, que garante ter recebido 5600 histórias escritas por autores oriundos de 39 países. As seis melhores receberam um prémio de mil euros e são agora publicadas num livro de 162 páginas, edição disponível em português, inglês e espanhol.

Mathieu Fleury é enfermeiro e encontrou na escrita de “A Balada do Mamífero” o escape da realidade dura com que tem lidado durante a pandemia. No seu enredo, explora sentimentos como solidão, esperança, raiva e a desilusão.

“As Netas de Bernarda Alba” é o conto escrito por Cláudia Barbieri, que dialoga com a peça de Federico García Lorca, “A casa de Bernarda Alba” (1936). Seis décadas depois, o destino repete-se, agora motivado pela Covid-19. Eis o luto e o medo da morte vividos no feminino.

Livraria Lello lança “Contos da Quarentena”, o prémio que distingue autores revelação com seis mil euros

Hugo Araújo cria em “Breve Relato da Loucura do Menino Jesus”, uma história intemporal inserida numa paisagem do Portugal rural. Narra conspirações, medos, angústias e questionamentos comuns a todos. Já Helena Correia e Cláudia Fernandes passaram para o papel as tensões trazidas pelo confinamento, que tantos, incluindo as próprias, terão sentido durante os últimos meses. “O Duelo” retrata a discórdia de um casal, num constante contraponto entre o silêncio e a sua profanação.

Numa narrativa que parece ter surgido de um encontro entre Lovecraft e Edgar Allan Poe, Frederico Klumb explora em “Os Gatos” os misteriosos episódios da vida de um casal em confinamento. Usando a escrita como fuga para a realidade, o autor aborda desejos e sonhos que se fundem e confundem, através da relação entre humanos e animais. Por último, Márcio Cruzeiro criou nas páginas da distopia “2 Bilhões” uma realidade pós-pandémica, que, ainda que ficcionada, se torna muito semelhante àquela que vivemos.

“Contos da Quarentena” será apresentado esta sexta-feira, pelas 21h30, na Livraria Lello, com os seis autores premiados, mas também os escritores José Luís Peixoto e Andrea Del Fuego, ambos vencedores do Prémio Literário José Saramago.