O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, anunciou esta quinta-feira a reabertura de três fronteiras terrestres do Brasil com o Paraguai, que estavam fechadas devido à pandemia de Covid-19.

O anúncio foi divulgado numa imagem publicada pelo Presidente brasileiro na rede social Twitter.

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil acrescentou, em nota, que serão reabertas as fronteiras que ligam as cidades de Foz do Iguaçu (Brasil) e a Ciudad del Este (Paraguai), Ponta Porá (Brasil) e Pedro Juan Caballero (Paraguai) e Mundo Novo (Brasil) e Saltos del Guaira (Paraguai).

A nota emitida pelo governo brasileiro também informa que os dois países “acordaram que cada país empregará os protocolos sanitários, em conformidade com suas respetivas legislações, para evitar a propagação da Covid-19″.

O Brasil também justificou que a reabertura das fronteiras terrestre com o Paraguai visa facilitar a recuperação económica dos negócios e da renda dos habitantes daquelas áreas.

[Brasil e Paraguai] Coincidiram, ainda, na importância da reativação do comércio fronteiriço, especialmente para a preservação de postos de trabalho, e recordaram, igualmente, o recente entendimento que cria centros logísticos de comércio fronteiriço nas fronteiras de cada país e estabelece procedimentos para a entrega, nesses locais, de compra realizadas por meio de comércio eletrónico”, acrescenta a nota.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, os dois países “reafirmaram sua disposição em continuar trabalhando para avançar na construção da segunda ponte sobre o Rio Paraná, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, e da ponte sobre o Rio Paraguai, entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta”

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de mortos (mais de 5,1 milhões de casos e 151.747 óbitos), depois dos Estados Unidos.