São os novos topos de gama da marca chinesa. Na tarde desta quinta-feira, a Huawei apresentou, num evento exclusivamente online, três novos modelos: o Mate 40, o Pro e o Mate 40 Pro+ — smartphones que em Portugal custarão entre 899 euros e 1.399 euros (versão Pro +). Já o modelo de luxo, feito em parceria com a Porsche Design, terá um preço de mercado de 2.295 euros.

“Todos os anos, a Huawei Mate Series reúne a tecnologia mais ousada num só pacote. É isto que define o ADN da Série e tudo se torna possível graças à nossa dedicação à inovação. Nestes tempos sem precedentes, continuamos comprometidos em criar um futuro melhor, com tecnologia inovadora que proporciona um impacto positivo e significativo na vida dos consumidores”, afirmou Richard Yu, director executivo e CEO da Huawei Consumer BG.

O Mate 40 está disponível em cinco cores (preto, branco, prateado, verde e amarelo) e conta com um ecrã de 6,5 polegadas. Já o Mate 40 Pro + conta com um ecrã OLED de 6,76 polegadas, (6,5 polegadas no Mate 40 Pro) de 120 Hz, e o já esperado processador Kirin 9000, que promete ter mais 30% de performance. Quanto ao 5G, a marca também promete que este topo de gama seja 100% mais rápido do que o modelo anterior, o Mate 30.

Mate 30 Pro. O smartphone que marca o futuro da Huawei é 5G e não vem com apps da Google

Quer o Mate 40 Pro quer o Pro+ estão equipados com resistência IP68 à prova de pó e água, e têm ainda uma opção quanto ao controlo do volume, que pode ser feito tanto com o botão virtual como com o físico. Têm um pequeno recorte na câmara frontal, que permite o desbloqueio facial 3D, uma câmara selfie Ultra Vision e Controlo Inteligente por Gestos.

Na traseira destes telemóveis, encontra o design de Space Ring, uma evolução do desenho circular e simétrico da Huawei Mate Series. Estes dois modelos estão disponíveis em preto e prateado e equipados, segundo a marca, com a tecnologia de bateria ideal para acompanhar as exigências da rede 5G. Podem ser carregados rapidamente com o SuperCharge de 66W — que também promete ser mais rápido do que o antigo — ou com o carregador Wireless de 60W.

Na traseira do smartphone, há espaço para quatro câmaras Leica, que na versão normal contam com um zoom ótico de cinco vezes e na versão mais profissional de sete vezes.

Graças ao sistema de inteligência artificial da marca, os novos smartphones vêm com um novo sistema EoD (Eyes on Display), que deteta quando o utilizador está a olhar para o ecrã, mostrando-lhe mais informação. Esta desaparece depois quando ele se vira para outro lado. Recorrendo a gestos, também é possível levar o telemóvel a fazer algumas coisas. Gestos para esquerda e direita permitem mudar fotos, por exemplo.

Durante o evento global, a marca chinesa também apresentou as novas funcionalidades do sistema operativo da marca baseado no Android (Google), o EMUI 11, que já vem disponível nos novos smartphones.

O modelo mais luxuoso, o Mate 40 RS Porsche Design, está disponível em branco ou preto cerâmico, com uma capa em pele premium. É uma espécie de Mate 40 Pro + otimizado, que conta também com um sensor termal.

Foram reveladas cinco cores para o Mate 40 na apresentação desta quinta-feira

Os primeiros auscultadores sem fios da marca por 349,99 euros

A Huawei anunciou os primeiros auscultadores sem fios, os Huawei FreeBuds Studio, que prometem uma experiência de som de nível Hi-Fi e qualidade de alta frequência de até 48kHz. São, sem dúvida, para os fãs de música de alta resolução.

Com cancelamento de ruído ativo dinâmico inteligente, disponibiliza três modos para eliminar barulhos, que podem ser alternados de acordo com o ruído ambiente. Além de auscultadores, estes FreeBuds são também um assistente inteligente. Têm uma almofada de ouvido em couro, que permite isolamento acústico, e um design simplificado da faixa de cabeça, que permite estender até 150 graus, de forma a ajustar-se a diferentes formatos e tamanhos de cabeça.

Os Huawei FreeBuds Studio têm ainda um sensor de ambiente IMU integrado e um sistema de microfone, podendo detetar o ambiente de som do utilizador. Além disto, suportam o modo de atenção e o modo de som
ambiente, permitindo que os utilizadores fiquem atentos ao ambiente ou tenham uma conversa sem remover os auscultadores, e possuem quatro canais, modo duplo e conexão dupla, o que permite aos utilizadores conectarem-se, simultaneamente, a dois dispositivos sem a necessidade de desconectar e reconectar. São compatíveis com a Huawei, sistemas operativos Android, iOS e Windowns. Vão estar disponíveis em Portugal a partir de 10 de novembro a 349,99 euros.

Os novos auriculares têm uma tecnologia que permite melhorar a qualidade de gravação de áudio em vídeos e transmissões ao vivo

Uns novos óculos inteligentes por 349,99 euros

Na apresentação desta quinta-feira, também houve lugar para o lançamento dos Huawei X  Gentle Monster Eyewar II,  os óculos inteligentes que continuam a concentrar-se no áudio e na inovação. Com um design vanguardista, têm um altifalante semi-aberto, ultrafino, que proporciona ao utilizador um som stereo de alta definição. Com a função Smart Interaction, estes óculos são também uma assistente pessoal.

Têm umas hastes finas, feitas de plástico titânico para obter uma menor densidade e um peso mais leve. Além disso, o ângulo curvo do auricular foi aumentado.

Os Huawei X  Gentle Monster Eyewar II também foram concebidos a pensar num controlo por gestos inteligentes. Para avançar ou retroceder numa música, por exemplo, ou ajustar o volume, basta que os utilizadores deslizem o dedo nas hastes sem precisar de recorrer ao smartphone. Equipado com múltiplos sensores avançados, permitem adaptar-se ao utilizador: durante a reprodução de uma música, por exemplo, os Eyewear II fazem uma pausa quando os sensores detetarem que o utilizador tirou os óculos, voltando a recomeçar se este os colocar novamente dentro de três minutos. Estão disponíveis em Portugal a partir de 10 de novembro, por 349.99 euros.

A segunda geração de óculos inteligentes da Huawei