Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu na última terça-feira uma entrevista dada pela primeira ministra islandesa, Katrin Jakobsdottir, que reagiu ao fenómeno de forma muito natural, dizendo aos jornalistas: “Isto é a Islândia”.

Katrín Jakobsdóttir falava ao Washington Post sobre o impacto da pandemia no setor turístico.

As autoridades islandensas confirmaram que o terramoto ocorreu pelas 13h, a 35 km de Reykjavik, segundo a Euronews. O incidente não causou feridos, embora tivesse provocado alguns danos na capital. Os terramotos são bastante comuns na Islândia, dada a sua origem vulcânica. As autoridades já avisaram que a situação poderá repetir-se.

Não é a primeira vez que o fenómeno interrompe uma conferência dada por um líder este ano. O mesmo já ocorreu com Jacinda Arden, a primeira-ministra da Nova Zelândia.