A UEFA anunciou esta sexta-feira que abriu um processo contra o Rennes, que alegadamente não terá respeitado as regras sanitárias de distanciamento aquando do jogo da Liga dos Campeões de futebol disputado na terça-feira contra o Krasnodar.

O organismo que gere o futebol europeu esclarece que serão investigadas três possíveis situações, nomeadamente o bloqueio de certos corredores do estádio, o que dificultou uma circulação fluida. Por outro lado, os cinco mil espetadores no Roazhon Park não cumpriram sempre as medidas de distanciamento nas bancadas e não ficaram sempre nos lugares que lhes estavam destinados.

Finalmente, a delegação oficial do clube francês também não respeitou a obrigação de usar sempre máscara e a de manter uma distância de segurança.

A comissão disciplinar da UEFA vai examinar o caso na sua reunião agendada para 10 de novembro. As regras sanitárias foram decididas tendo em conta a pandemia de Covid-19, sendo a França o país mais atingido na Europa, neste momento, com mais de 42 mil novos casos e 298 mortos no balanço diário desta sexta-feira. Desde o início da pandemia, contabiliza mais de um milhão de infetados e 34.504 mortos.