O incêndio de Cameron Peak, próximo do Parque Nacional das Montanhas Rochosas, é o maior incêndio florestal da história do Colorado, e o incêndio de East Troublesome, o mais recente, também está na lista dos recordes.

O estado tem assistido a uma época de fogos tardia nas últimas semanas, reporta o jornal The New York Times. Mas o ano foi consideravelmente difícil: três dos quatro maiores fogos da história do Colorado aconteceram desde julho, noticia o Vox.

Há dois meses que os bombeiros combatem o incêndio de Cameron Peak que, até esta quarta-feira, já tinha consumido cerca de 840 quilómetros quadrados de floresta e só 55% do fogo estava contido.

O incêndio de East Troublesome, por sua vez, já fez arder cerca de 690 quilómetros quadrados — 400 dos quais só de quarta para quinta-feira, num ritmo de 24 quilómetros quadrados de floresta ardidos por hora.

A esperança é que a chegada precoce do inverno, acompanhada de neve prevista para este fim de semana, possa ajudar a controlar os incêndios ativos ao redor das Montanhas Rochosas e humedecer a vegetação a ponto de não ser inflamável. A tempestade, no entanto, pode dificultar os esforços de combate aos incêndios.

Os incêndios foram causados pelo calor extremo e seca severa. As ondas de calor atingiram o estado a meio do verão e prolongaram-se pelo outono. Para agravar a situação, a precipitação está 10% abaixo do que seria normal para esta altura do ano e o estado prepara-se para ter o segundo ano mais seco desde que há registo.

Várias estradas e caminhos foram cortados e milhares de pessoas tiveram de ser retiradas das suas casas por causa dos incêndios.