“Para marcar este evento histórico”, a revista Time decidiu, pela primeira vez nos seus quase 100 anos de história, substituir o seu logótipo na capa da edição norte-americana pela palavra “Vote”, apelando assim à participação nas eleições que vão decidir o próximo Presidente dos Estados Unidos da América.

“Poucos acontecimentos vão moldar mais o mundo que há de vir do que a próxima eleição presidencial dos EUA”, explicou o diretor e CEO da Time, Edward Felsenthal, acrescentando que, “numa altura em que os americanos decidem se é tempo de carregar no reiniciar, esta edição inclui uma reportagem especial sobre os dias finais da campanha de 2020”.

A edição traz também “um guia sobre como votar em segurança durante este ano extraordinário”, contribuindo assim para que nenhum norte-americano falte à chamada no dia 3 de novembro. É também para os constrangimentos dos tempos de pandemia que a ilustração que acompanha o apelo ao voto aponta — esta mostra uma pessoa de cabelo vermelho com a cara tapada por um lenço.

Shepard Fairey, autor desta e de outras capas da Time, explicou que “apesar de o indivíduo retratado saber que existem desafios adicionais à democracia durante o tempo da pandemia”, esta pessoa está determinada em usar a sua “voz e poder ao votar”.

“Este é um momento raro, um momento que vai dividir a história em antes e depois durante várias gerações. É o tipo de momento durante o qual os leitores de todo o país e do mundo se viraram para a Time. Agradecemo-vos por o fazerem”, conclui o diretor.