Um agente da polícia de Waukegan, no estado norte-americano do Illinois, foi despedido depois de ter disparado contra um casal de anfroamericanos durante uma operação stop, resultando na morte de um jovem de 19 anos.

O incidente aconteceu na noite de terça-feira, quando o polícia, que estava a realizar uma operação de fiscalização do trânsito, disparou contra a viatura onde seguiam Marcellis Stinnette, de 19 anos, e a sua namorada, Tafarra Williams, de 20 anos. Segundo a força policial, o agente alegou ter pegado na arma porque temeu pela sua vida ao reparar que o carro estava em contramão.

Tafarra, que estava conduzir, ficou ferida gravemente no abdómen e num pulso, e o namorado, que seguia no lugar do pendura, acabou por morrer, informou um familiar da vítima, Satrese Stallworth, de acordo com a Reuters. O casal não tinha consigo qualquer tipo de arma.

Em comunicado, Ben Crump, o advogado que representa Tafarra Williams, admitiu que existem dúvidas em relação à versão da polícia. “Não confiamos na versão da polícia neste caso. Já vimos que quando um polícia mata negro, faltam muitas vezes pormenores no relatório ‘oficial”, afirmou, citado pela Reuters.

Protest March Held In Waukegan, Illinois After Police Shooting Kills Teen During Traffic Stop Tuesday Night

Cerca de 100 pessoas marcharam por justiça, percorrendo o caminho entre o local do incidente e a câmara municipal de Waukegan (Scott Olson/Getty Images)

Na quinta-feira, cerca de 100 pessoas, incluindo familiares das vítimas, juntaram-se num protesto para pedir esclarecimentos e justiça. O grupo percorreu o caminho entre o local do incidente e a câmara municipal de Waukegan, realizado paragens junto à esquadra da polícia e no tribunal. Um novo protesto está marcado para este sábado, sendo esperadas entre 200 a 300 pessoas, adiantou um dos organizadores, Clyde McLemore, à Reuters.

A jovem de 20 anos permanece internada no hospital, adiantou a polícia de Waukegan, que tomou a decisão de afastar o agente esta sexta-feira por múltiplas violações das políticas e procedimentos internos. O caso está a ser investigado com o apoio do Departamento da Justiça norte-americano.

Waukegan fica a apenas 25 quilómetros de Kenosha, a localidade do Wisconsin onde, a 23 de agosto, o afroamericano Jacob Blake foi alvejado múltiplas vezes nas costas por um polícia, levando a uma onda de violentos protestos na região.