Contabilizando mais de 7 milhões de visualizações em 24 horas, o vlogger russo Mikhail Litvin “incendiou” o YouTube com o último vídeo que divulgou no seu canal. São cerca de sete minutos, nove jerricãs de gasolina, um isqueiro e algumas salsichas muito bem passadas, mas não tanto quanto ficou Mercedes-AMG GT 63S coupé de 4 portas, que Mikhail levou para o meio de um descampado para dele se despedir em labaredas.

No canal da referida rede, onde tem perto de 5 milhões de subscritores, o vlogger escreveu que pensou “bastante” no que haveria de fazer com o carro depois de ter entrado em “conflito com a Mercedes”. Parece que a melhor ideia que lhe ocorreu foi atear-lhe fogo e filmar tudo quase com requintes de malvadez. Não faltaram os meios aéreos para perpetuar a memória da proeza, nem um velhinho Skoda a pegar de empurrão para sair de cena. Tudo isto entrecortado com lembranças felizes do bólide.

12 fotos

A decisão do russo terá visado expressar toda a sua insatisfação pelo facto de a Mercedes não dar resposta aos problemas de que se queixava, alegadamente, desde que adquiriu o Mercedes-AMG GT. Mas também pode ser uma estratégia (muito cara) para arregimentar seguidores…

A unidade incendiada era a versão 63S, o topo de gama que monta um motor de 4 litros de cilindrada, V8 biturbo com 639 cv e 900 Nm. A potência é passada às quatro rodas através de uma caixa automática de nove velocidades, contando com um diferencial traseiro autoblocante e “Drift Mode”. Anuncia 0-100 km/h em 3,2 segundos, 315 km/h de velocidade máxima e, recorde-se, foi com esta versão que a Mercedes conquistou o melhor tempo em Nürburgring, até a Porsche ter visitado o circuito alemão com o Turbo S.

Em Portugal, o configurador deste Mercedes-AMG arranca nos 221.210,76€.