Há cães de várias cores — desde o típico labrador bege ao caniche branco, a lista é imensa. Agora, um cão verde é algo que não se vê normalmente, mas o que é facto é que em Itália nasceu um cãozinho com pelo verde numa quinta da Sardenha, dá conta a Reuters.

O criador de ovelhas Cristian Mallocci ficou surpreendido quando reparou que a sua cadela Spelacchia tinha tido um cãozinho de uma cor tão invulgar a 9 de outubro. Todos os outros animais tinham penugem branca, à exceção daquele. E rapidamente decidiu chamar-lhe Pistachio.

O real e desconhecido culpado por a hora mudar

É raro nascer um cão com pelo verde, mas pode acontecer, quando, dentro do ventre da cadela, o feto entra em contacto com pigmento verde chamado biliverdina, que vem da bílis e que é o mesmo pigmento que faz os hematomas ficarem verdes. As tonalidades verdes no pelo do Pistachio não vão durar, no entanto, para sempre — a cor vai desvanecendo-se com o tempo.

Ao contrário dos outros cãozinhos, que foram dados para adoção, Cristian Mallocci vai ficar com Pistachio e vai treiná-lo para o tornar num cão pastor.

O agricultor disse ainda que durante estes tempos incertos com a pandemia de Covid-19, o cão verde pode simbolizar esperança e de sorte.

Não é a primeira vez que nasce um cão de tonalidade verde. Em janeiro, um pastor alemão branco na Carolina do Norte, nos EUA, também teve um e, em 2017, uma golden retriever na Escócia também teve toda uma ninhada esverdeada.