Cinquenta e seis dos mais de 400 trabalhadores na fábrica de cerâmica Geberit, no Carregado, no concelho de Alenquer, estão infetados com o vírus da Covid-19, disse esta segunda-feira à agência Lusa o delegado de saúde. Este é o segundo surto naquela empresa desde o início da pandemia.

Pompeu Balsa afirmou à Lusa que o surto foi detetado na segunda-feira passada, quando dois trabalhadores da empresa, sem ligação direta, foram testados e obtiveram resultado positivo à Covid-19. No dia seguinte, foram testados outros cerca de 20 trabalhadores, dos quais cinco estão positivos.

Por recomendação da autoridade de saúde, a empresa veio a testar cerca de 350 funcionários, tendo sido excluídos entre 60 a 70 colaboradores, dos quais a grande parte foram os casos positivos do primeiro surto na fábrica, ocorrido em julho. O delegado de saúde adiantou que os trabalhadores infetados “estão assintomáticos” e que está a “investigar a origem do surto”. O surto não obrigou a empresa a encerrar a fábrica, mas um elevado número de trabalhadores esteve, em fases diferentes, em casa a aguardar o resultado do teste à Covid-19, entre segunda e quinta-feira passadas.

No primeiro surto, datado de julho, estiveram infetados 54 trabalhadores, levando a empresa a reforçar as medidas do plano de contingência.

Alenquer, no distrito de Lisboa, contabiliza 576 casos confirmados desde o início da pandemia, dos quais 213 estão ativos, 357 recuperaram e seis morreram.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 43 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 2.343 pessoas dos 121.133 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.