De acordo com uma sondagem recente, da Aximage para o JN e para a TSF, 60% dos portugueses são da opinião que PCP e Bloco de Esquerda devem viabilizar o Orçamento do Estado para 2021 — 68% dos eleitores bloquistas pensam o mesmo (apenas 15% defenderam o chumbo e 20% não têm ou não quiseram dar opinião), bem como 61% dos comunistas; 67% dos inquiridos rejeitam uma demissão do Governo.

A sondagem em questão foi efetuada entre quinta-feira da semana passada e esta segunda, período no qual o PCP decidiu pela abstenção, na passada sexta-feira, e o Bloco de Esquerda comunicou, no domingo, votar contra o Orçamento do Estado, uma “decisão por unanimidade” — é a primeira vez que o Bloco vota contra um Orçamento de um Governo de António Costa.

A viabilização do Orçamento do Estado estende-se a quase todo o espectro partidário, ainda que seja sobretudo evidente entre os socialistas: 86% querem o apoio e apenas 3% não querem acordo à esquerda. De referir ainda que 67% dos inquiridos rejeitam uma crise política e apenas 17% têm uma opinião contrária, sobretudo entre os eleitores mais à direita (26% dos eleitores que votam no PSD).