O ex-presidente norte-americano, Barack Obama, voltou a tecer severas críticas ao seu sucessor Donald Trump, culpando-o de transformar a Casa Branca numa “zona crítica”, de ignorar a pandemia e de até ter ciúmes da cobertura jornalística da Covid-19 que parece ignorar. “Não podemos aceitar isto mais quatro anos”, afirmou, apelando ao voto no candidato democrata Joe Biden.

“Mais de 225 mil pessoas no país estão mortas neste país.. Mas de 100 mil pequenos negócios fecharam. Meio milhão de empregos desapareceram só na Florida”, disse num discurso proferido em Orlando, acompanhado pela CNN. “Ele tem ciúmes da cobertura mediática da Covid. Se ele se tivesse focado na Covid desde o início, os casos não tinham atingido recordes e todo o país como esta semana”, criticou.

Normalmente os antigos presidentes norte-americanos costumam evitar críticas aos seus sucessores, mas Obama assumiu um papel na campanha de Biden e tem quebrado esse princípio. Os democratas areditam que assim poderão ganhar o votos dos negros, dos latinos e até mesmo das camadas mas jovens.

O ex-presidente norte-americano diz mesmo que o Governo de Trump está a falhar todas as medidas preventivas de propagação do novo coronavírus, e prova disso são mesmo os casos registados entre os seus funcionários na Casa Branca. “Deixem-me dizer isto: eu vivi na Casa Branca uns tempos. É um ambiente controlado. Podem tomar-se algumas medidas na Casa Branca para evitar ficar doente. Só este homem parece não conseguir fazê-lo”, diz. “Ele tornou a Casa Branca numa zona de risco”, afirmou.

“Não podemos suportar este tipo de incompetência e de desinteresse”, disse a certa altura. Sem poupar críticas aos que trabalham com Trump, Barack Obama aproveitou também para tecer elogios a Joe Biden. “um homem de caráter e de princípios”. “Ele fez de mim um melhor presidente e ele tem a personalidade e experiência para fazer de nós um melhor pais”, disse, enumerando algumas das medidas por ele propostas no combate à pandemia, como os testes gratuitos e disponíveis para todos, assim como a vacina — quando ela existir.

Obama: Trump “não mostrou nenhum interesse em fazer o seu trabalho”

Numa publicação no Twitter, Donald Trump parece pouco melindrado com as palavras do seu antecessor. “Obma está a atrair MUITO poucas pessoas. Biden está a atrair quase ninguém. E nós estamos a atrair milhares de pessoas. Verá isso hoje outra vez. A Grande Onda Vermelha está a chegar!!!”, diz.