O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, votou esta quarta-feira na sua cidade natal de Wilmington, no Estado de Delaware, para as eleições presidenciais norte-americanas, em que concorre contra o Presidente republicano, Donald Trump.

Após um breve discurso sobre a pandemia de Covid-19, o ex-vice-Presidente dos Estados Unidos, de 77 anos, líder nas sondagens, foi votar, acompanhado pela sua mulher Jill Biden. O candidato democrata teve como alvo principal de ataque a Trump a gestão da atual crise sanitária, que já provocou a morte de mais de 225.000 pessoas nos EUA.

Donald Trump também votou antecipadamente, tendo-o feito no passado sábado, em West Palm Beach, na Flórida, aproveitando para voltar a invocar a ameaça de fraude maciça em relação ao voto pelo correio, apesar de não apresentar evidências que justifiquem a sua alegação.

Os democratas têm insistido na abertura célere de votações antecipadas, como medida de precaução perante a pandemia, mas mesmo este cuidado não tem evitado longas listas de eleitores em vários Estados. Do lado republicano, a abordagem tem sido diferente, criticando a forma como alguns Estados estão a abrir as assembleias de voto demasiado cedo, prometendo que os seus apoiantes irão em massa às urnas apenas no dia 03.

Os Estados Unidos realizam no dia 03 de novembro eleições presidenciais, nas quais o atual inquilino da Casa Branca, o republicano Donald Trump, concorre à reeleição contra o democrata Joe Biden.