A Caminho vai publicar o novo romance de Mia Couto, O Mapeador de Ausências, que chega às livrarias no dia 3 de novembro. A editora descreve o livro como “um romance de grande fôlego cuja ação decorre no Moçambique pré e pós-independência”, que tem como personagem principal Diogo Santiago, prestigiado e respeitado intelectual moçambicano e professor universitário em Maputo. No mesmo dia, também pela Caminho, será lançado O Livro dos Salmos, um livro de poesia de Mário Castrim, e, alguns dias mais tarde, A Comoção do Mundo, de Paulo Teixeira, também poesia.

A Cavalo de Ferro vai editar Manhã e Noite, do norueguês Jon Fosse. Não mais amores, de Javíer Marías, vai sair pela Alfaguara. Trata-se de uma compilação de todos os contos do autor espanhol, que a editora descreve como uma “excelente porta de entrada no universo de Marías”. A Planeta vai editar A cidade de vapor, um livro que reúne pela primeira vez onze contos de Carlos Ruiz Zafón, autor do bestseller O Cemitério dos Livros Esquecidos, que morreu em junho passado, aos 55 anos.

A Antígona vai lançar Fotocópias, de John Berger, uma coletânea de 28 contos, “tão comoventes e breves como envolventes”, e A Praga Escarlate, de Jack London. Pela E-Primatur, vão sair Garganta de Aço – Contos Completos I, de Mikhail Bulgakov, o segundo volume da ficção curta de Camilo Castelo Branco, com introdução e notas de Hugo Pinto Santos, e A Vida e Aventuras de Nicholas Nickleby, de Charles Dickens.

A coleção “Livro B”, vai ter um novo título — O Rei Amarelo, de Robert W. Chambers. A Presença vai fazer chegar às livrarias O Surto, um thriller de Lawrence Wright que conta uma história muito semelhante à que se vive hoje com a pandemia do novo coronavírus. Já a Bertrand vai lançar O Instituto, de Stephen King, e O Inocente, de John Grisham,

Pela Bertrand vai ainda sair Órix e Crex – O Último Homem, de Margaret Atwood, enquanto a Relógio d’Água irá lançar Acidentes, de Hélia Correia, A Muralha, de Agustina Bessa-Luís, Estojo: Poesia Édita e Inédita, de Miguel-Manso, e O Almanaque do Céu e da Terra, de Cristina Carvalho. A Assírio & Alvim vai lançar o segundo volume da obra poética de António Ramos Rosa.

No mês de novembro, o grande destaque na não-ficção é Uma terra prometida, as memórias do ex-Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama. O impacto da publicação do livro, que em Portugal sairá pela Objectiva, deverá ser tal que a organização do Booker Prize decidiu adiar o anúncio do vencedor deste ano para não coincidir com a sua publicação.

Em novembro, a Dom Quixote vai editar duas biografias: António Champalimaud, um Olhar, de Jaime Nogueira Pinto, e Pedro Theotónio Pereira, O Outro Delfim de Salazar, de Fernando Martins. Ambos chegam às livrarias a 3 de novembro. A Quetzal vai publicar Um Crime da Solidão, de Andrew Solomon, e Latim do Zero, de Frederico Lourenço. A Desassossego, uma chancela da Saída de Emergência vai lançar Uma Vida Adiada: Memórias da Bibliotecária de Auschwitz, de Dita Kraus.

Pela Antígona, vai sair Sobre a Leitura, de Marcel Proust, um “elogio da leitura” escrito originalmente em 1906 para servir de prefácio à edição francesa de Sesame and Lillies, do inglês John Ruskin. A Vogais vai lançar A Invenção do Passado, de Tamin Ansary, e as biografias Einstein: O Homem, o Génio e a Teoria da Relatividade, de Walter Isaacson, autor de um livro sobre a vida de Leonardo da Vinci, e ainda Hawking: O Homem, o Génio e a Teoria de Tudo, de Joel Levy.

Já as Edições 70 vão publicar Breve História das Mentiras Fascistas, de Frederico Finchelstein, Povo Traído, obra de Paul Preston que examina a agitação política e ansiedade nacional em Espanha até aos dias de hoje, e O Livro dos Filósofos Mortos, de Simon Critchley. A Presença vai fazer chegar às livrarias O Regresso da Ultradireita. Da direita radical à direita extremista, de Cas Mudde. A Bookbuilders vai publicar Utilitarismo seguido de três ensaios sobre Bentham, de John Stuart Mill, e o primeiro volume da História do Declínio e Queda do Império Romano, famosa e importante obra do historiador Edward Gibbon sobre este período da História europeia.

A Presença vai publicar o novo livro de J.K. Rowling, O Ickabog, ilustrado com desenhos feitos por crianças portuguesas. Também por esta editora, será lançada a edição ilustrada de O Quidditch Através dos Tempos, da mesma autora, com desenhos de Emily Gravett.

Animais Ameaçados, do biólogo conservacionista e autor premiado Martin Jenkins, vai sair pela Nuvem de Letras.