A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR apreendeu na ria de Aveiro nove viveiros ilegais com cerca de 205 quilos de crustáceos e 20 quilos de enguia-europeia, avaliados em 2.765 euros, informou esta sexta-feira aquela força militar.

Em comunicado, a GNR esclarece que os viveiros foram apreendidos na quinta-feira, numa ação de patrulhamento fluvial levada a cabo com o objetivo de controlar as regras de captura de pescado e segurança marítima.

Durante esta ação, os militares da Guarda detetaram nove viveiros ilegais contendo diversos crustáceos e 20 quilos de enguia-europeia, uma espécie em vias de extinção que necessita de um certificado da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção (CITES) para sua deteção.

“Pela instalação deste tipo de culturas em águas interiores sem qualquer licenciamento e pela apreensão dos respetivos viveiros, foi aberto um processo contraordenacional para apuramento de responsabilidades pelas infrações que poderão ser puníveis com uma coima máxima de 60 mil euros”, refere a mesma nota.

Os crustáceos e as enguias-europeias, por se encontrarem vivos, foram devolvidos ao meio natural.