A Inventa International, consultora especializada em propriedade intelectual, alertou esta segunda-feira os empreendedores que participem no concurso de “picht” da Web Summit para não se esquecerem de proteger as “suas invenções antes de as apresentar publicamente.

Em comunicado, a entidade refere que, todos os anos, a cimeira tecnológica realiza um concurso de “pitch” e demonstrações de novos produtos, no qual “startups” competem pela atenção dos investidores.

A Inventa International “alerta os empreendedores para não se esquecerem de proteger as suas invenções antes de as apresentarem publicamente, sob pena de perderem a possibilidade de obter uma patente“.

A edição deste ano da Web Summit realiza-se totalmente “online” entre 2 e 4 de dezembro.

No “pitch”, “18 startups finalistas — de um total de 180 — irão apresentar as suas ideias em apenas dois minutos e competir pelo prémio final de melhor pitch, apresentando as suas invenções”, refere a consultora.

“A Inventa International alerta que essas mesmas invenções devem ser protegidas, no âmbito dos direitos de propriedade intelectual, incluindo patentes e de desenhos industriais, mas também marcas”.

João Francisco Sá, coordenador jurídico na Inventa International, citado em comunicado, explica que no caso das patentes e dos desenhos industriais, “estes têm de ser novos para cumprir os seus requisitos de concessão e lembra que a divulgação prévia à submissão do pedido viola o requisito da novidade”.

No que respeita o registo das marcas, o responsável salienta que a sua divulgação “antes da submissão o pedido de registo é um risco, porque terceiros podem arrogar-se de direitos sobre a marca e antecipar-se ao pedido de registo do titular legítimo”.