Mark Meadows, chefe de gabinete da Casa Branca testou positivo à Covid-19. Isto depois de ter acompanhado Trump em várias ações de campanha e, por exemplo, ter participado na noite eleitoral do presidente norte-americano na Casa Branca quando várias pessoas estiveram reunidas durante muitas horas na mesma sala (de acordo com os relatos do New York Times sem máscaras nem distanciamento social) à espera dos primeiros resultados das eleições.

Ainda de acordo com o New York Times, Meadows esteve também na quarta-feira, dia em que testou positivo, em contacto com vários assessores na sede da campanha de Trump, num espaço pequeno e sem utilizar máscara enquanto Trump apresentava cumprimentos aos funcionários da campanha.

Há também imagens de Meadows a circular próximo a várias pessoas, na Casa Branca na noite eleitoral de terça-feira.

Meadows, um dos homens de confiança de Trump acompanhou de perto a evolução do estado de saúde do presidente dos EUA durante o tempo que esteve doente com a Covid-19 e sempre manteve uma postura de relativizar a doença, tal como Trump.

Segundo fontes ouvidas pelo NYT a ordem na Casa Branca é para manter o silêncio sobre os casos positivos de Covid-19 que têm surgido. Nick Trainer, conselheiro de campanha de Trump também testou positivo e haverá ainda “quatro outros funcionários” da Casa Branca que estão infetados com o novo coronavírus. Um funcionário da Casa Branca, que falou ao jornal norte-americano sob anonimato, disse mesmo que há “instruções para manter o silêncio sobre os vários casos”.