O Hospital de Santo André (HSA), em Leiria, tem desde esta segunda-feira um posto temporário de atendimento de Serviço Social, medida tomada na sequência da atualização do plano de contingência da Covid-19 do Centro Hospitalar de Leiria (CHL).

Em comunicado divulgado esta segunda-feira, o CHL informa que “devido ao contexto epidemiológico atual, e na sequência da atualização do Plano de Contingência no âmbito da Prevenção e Controlo de Infeção por Covid-19” do CHL, sobretudo o procedimento de acesso às instalações por não profissionais, o conselho de administração deliberou “a abertura de um posto temporário de atendimento de Serviço Social, dedicado ao atendimento ao cidadão/utente e/ou familiar, junto à entrada principal” do HSA.

No mesmo comunicado, o CHL, que integra também os hospitais de Pombal e de Alcobaça, enumera um conjunto de alterações na atividade assistencial do Serviço de Medicina Física e Reabilitação no HSA, dado que a nova Área Dedicada a Doentes com Suspeita de Infeção Respiratória nos Serviços de Urgência e uma nova área de internamento Covid-19 irão ocupar parte daquele serviço.

Assim, a atividade assistencial do Serviço de Medicina Física e Reabilitação passa a ocupar durante o período da pandemia a biblioteca do HSA, que será o polo 1. Fisiatria, terapia da fala, reabilitação cardíaca e do membro superior e do membro inferior, projeto de reabilitação a crianças com perturbação do espetro do autismo e fisioterapia do pavimento pélvico são as atividades assistenciais em funcionamento neste espaço.

Já um segundo polo do Serviço de Medicina Física e Reabilitação vai funcionar, “provisoriamente, com duração estimada entre duas a três semanas, no ginásio da Casa do Pessoal, e, após este período, passará a funcionar no ginásio do Serviço”. Aqui faz-se a reabilitação pediátrica, neurológica e reabilitação do membro superior, e fisioterapia respiratória, refere o comunicado.

Já na Unidade de Dor decorrerão atividades de fisiatria, (técnicas terapêuticas, mesoterapia e distúrbios do tónus), enquanto na sala de técnicas do Serviço de Urologia serão feitos os estudos urodinâmicos.

“No internamento do HSA irão estar quatro fisioterapeutas a tempo inteiro, incluindo apoio no Serviço de Medicina Intensiva e na área Covid”, adianta o comunicado.

Quanto ao Hospital Distrital de Pombal, o Serviço de Medicina Física e Reabilitação “irá duplicar as consultas médicas, que funcionarão às terças e quartas-feiras, e dará início (dentro de aproximadamente duas semanas) ao apoio de terapia da fala, com periodicidade semanal no internamento e no ambulatório”.

Também no Hospital Bernardino Lopes de Oliveira, em Alcobaça, o Serviço de Medicina Física e Reabilitação “irá duplicar as consultas médicas, que funcionarão às terças e sextas-feiras, e dará início (dentro de aproximadamente duas semanas) ao apoio de terapia da fala, com periodicidade semanal no internamento e no ambulatório”. O CHL acrescenta que “os utentes estão a ser devidamente informados destas alterações, quer através do envio de SMS, quer através de sinalética adequada e desenvolvida para o efeito”.

O Hospital de Leiria regista um surto de Covid-19 no serviço de Medicina II, havendo à data de hoje “20 profissionais infetados e 18 doentes, dos quais sete óbitos”. O Centro Hospitalar de Leiria tem suspensa, com algumas exceções, a entrada de acompanhantes, visitas e cuidadores até dia 14, decisão justificada com a pandemia do novo coronavírus.