Portugal voltou a atingir um novo máximo de óbitos devido ao novo coronavírus. Esta quarta-feira, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), registaram-se 82 mortes devido à Covid-19. Até então o número mais elevado de óbitos era de 62 vítimas mortais, contabilizadas na segunda-feira. Os dez dias com mais mortes devido à Covid-19 foram todos no mês de novembro.

Dos 82 óbitos, 44 foram registados na região Norte, 19 em Lisboa e Vale do Tejo, 17 no Centro e dois no Alentejo. As regiões Norte e Centro nunca tinham tido tantas mortes em 24 horas. O anterior máximo no Norte foi a 4 de novembro, com 34 vítimas mortais, e no Centro a 1 e 7 abril, dias em que se contabilizaram 12 óbitos.

A maioria das vítimas mortais tinha mais de 80 anos, mais concretamente 27 homens e 38 mulheres. Morreram ainda 10 homens e cinco mulheres com idades entre os 70 aos 75 anos, uma mulher entre os 60 e os 69 anos e um homem entre os 50 e os 59 anos.

Esta quarta-feira registaram-se 4.935 novos casos de Covid-19, é o quarto pior dia de sempre: o dia com mais novos casos foi 7 de novembro (6.640), seguindo-se os dias 8 de novembro (5.784) e 6 de novembro (5.550).

Dos novos casos, 2.845 foram contabilizados na região do Norte, o que representa 58% do total de novos casos registados nas últimas 24 horas. Em Lisboa e Vale do Tejo houve mais 1.185 casos (24%), na região Centro mais 743 casos (15%), no Alentejo mais 44 (0,9%) e no Algarve 80 (1,6%). A Madeira contabilizou mais 17 casos (0,3%) e os Açores mais 21 (0,4%).

Portugal contabiliza 192.172 casos confirmados de infeção e 3.103 óbitos desde o início da pandemia.

O país voltou a registar novos máximos no que toca a internamentos, nomeadamente em cuidados intensivos. De acordo com o boletim desta quarta-feira, há 2.785 pessoas internadas devido à Covid-19, mais 43 casos do que esta terça-feira. Portugal está há quatro dias consecutivos a atingir novos máximos de internamentos.

Destas 2.785 pessoas internadas, 391 em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), mais nove casos relativamente à véspera. Na segunda-feira também havia 391 doentes com Covid-19 em cuidados intensivos.

Tal como nos óbitos, os dez dias com mais casos de internamentos, no total e em UCI, foram todos registados no mês de novembro.

Nas últimas 24 horas, registaram-se mais casos de recuperação do que casos ativos. Esta quarta-feira contabilizaram-se 1.378 novos casos ativos de Covid-19, num total de 78.716, e mais 3.475 recuperados, num total de 110.353 casos de recuperação desde o início da pandemia.

Há ainda menos 956 contactos em vigilância nas últimas 24 horas, num total de 89.107.