O ex-secretário-geral da JS e deputado socialista Ivan Gonçalves manifestou esta terça-feira o seu apoio à candidatura presidencial de Ana Gomes, defendendo que o Governo precisa de um chefe de Estado que seja “parceiro nos momentos difíceis”.

Além de Ivan Gonçalves, já manifestaram apoio a Ana Gomes antigos líderes da JS como o atual ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, assim como a secretária-geral cessante desta organização de juventude, a deputada Maria Begonha.

“Precisamos de uma Presidente que seja parceira do Governo do PS nos tempos difíceis que atravessamos, que seja independente dos poderes económicos, que seja um exemplo na luta contra a corrupção e que se empenhe na defesa da sustentabilidade do nosso planeta”, afirma Ivan Gonçalves na sua declaração de apoio à candidatura da diplomata.

O deputado socialista defende ainda que “num momento em que o país enfrenta uma ameaça de crise sanitária, uma ameaça económica, uma ameaça social e uma ameaça democrática”, importa que o PS procure respostas no seu campo político: “A esquerda”.

Ainda no que respeita a definições de posicionamento na área do PS em relação às eleições presidenciais, na terça-feira, através de uma declaração ao jornal Público, o antigo ministro João Cravinho manifestou o seu apoio à candidatura de Ana Gomes – e o mesmo fez o dirigente histórico socialista Manuel Alegre na segunda-feira passada.

Numa nota publicada na rede social Instagram, Ana Gomes considerou que o apoio que lhe foi manifestado por João Cravinho confere uma elevada “responsabilidade, mas também alegria e conforto”.

“Não dispenso o conselho do socialista que estruturou o planeamento económico e a indústria nacional, pensou a coesão do território e da administração, e nunca abdicou de exigir transparência contra a corrupção”, escreveu Ana Gomes sobre João Cravinho.