A candidata à prefeitura do município brasileiro de São Vicente Solange Freitas saiu ilesa de um atentado sofrido esta quarta-feira enquanto conduzia um veículo, quatro dias antes das eleições municipais no Brasil.

Solange Freitas, jornalista de formação e militante do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), circulava por São Vicente, no litoral de São Paulo, quando um homem armado se aproximou num motociclo e disparou cinco vezes contra o vidro traseiro do automóvel, segundo informou a equipa de campanha. Os projéteis não chegaram a transpor para o interior do veículo, por ser blindado. A candidata, assim como os outros quatro ocupantes do veículo, não sofreram ferimentos.

O governador do estado de São Paulo, João Doria, que pertence ao mesmo partido da candidata, condenou a violência e o “ataque à democracia” e determinou uma investigação por parte da Polícia Civil. “Determinei à Polícia Civil que esclareça este episódio e prenda o criminoso”, escreveu Dória na rede social Twitter.

O comité eleitoral do PSDB de São Vicente já havia sido alvo de um atentado em outubro passado, quando vários suspeitos invadiram o gabinete da candidata e destruíram a porta principal, assim como a placa com a identificação de Solange Freitas.

No início do mês, o vereador do Rio de Janeiro Jair Barbosa Tavares, candidato à reeleição nas eleições municipais de 15 de novembro, foi baleado superficialmente na cabeça, enquanto estava num ato de campanha num bar. O atentado foi obra, alegadamente, de dois homens que chegaram ao local vestidos com roupas de polícia e começaram a disparar, segundo a assessoria de imprensa do candidato.

A primeira volta das eleições municipais brasileiras para eleger ou reeleger prefeitos e vereadores dos 5.570 municípios do país está marcada para o próximo domingo.