Dark Mode 167kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Boletim DGS. Portugal regista o pior dia de sempre em número de internados nos cuidados intensivos

Nunca houve tantos internados nos cuidados intensivos como na sexta-feira. Relatório da DGS publicado este sábado confirma maior número de casos ativos. Há mais 6.602 casos e 55 mortes por Covid-19.

i

NurPhoto via Getty Images

NurPhoto via Getty Images

Portugal registou esta sexta-feira o número mais alto de de doentes da Covid-19 internados em unidades de cuidados intensivos, demonstra o relatório de situação da Direção-Geral da Saúde (DGS) publicado este sábado. São agora 413 os doentes em UCI por complicações decorrentes da infeção pelo novo coronavírus, mais 25 do que os valores reportados na sexta-feira. No total, 2.798 pessoas estão internadas, menos uma do que na atualização anterior.

Entre a meia-noite e as 23h59 de sexta-feira, foram registados 6.602 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e 55 mortes por Covid-19 em Portugal. O número de casos diários diminuiu ligeiramente em relação aos dados reportados na sexta-feira (6.6503 casos) e o número de vítimas mortais da Covid-19 em 24 horas é o mais baixo desde 8 de novembro. Mas com mais internamentos, a pressão sobre os hospitais continua a aumentar.

Com 85.444 casos ativos, mais 1.412 do que na sexta-feira, Portugal registou este sábado o maior número de pessoas infetadas pelo novo coronavírus ao mesmo tempo desde o início da epidemia de Covid-19. Mas 5.135 pessoas foram dadas como recuperadas da infeção por SARS-CoV-2, elevando o número a 122.517. Há 91.936 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde neste momento, mais 1.511 do que no dia anterior.

Quase 63% de todos os casos registados ao longo de sexta-feira e reportados este sábado pelas autoridades de saúde eram da região Norte, com 4.154 novos casos positivos. Seguem-se Lisboa e Vale do Tejo com mais 1.563 casos, Centro com mais 715, Algarve com mais 95, Alentejo com mais 52, Açores com mais 18 e a Madeira com mais cinco.

A faixa etária dos indivíduos com 40 aos 49 anos continua a ser aquela em que se registam mais novos casos de infeção pelo novo coronavírus: foram mais 1.086 casos positivos. Juntamente com a faixa etária dos 20-29 anos (1.040 casos) e dos 30-39 anos (971 casos), estes indivíduos simbolizam quase metade de todos os casos do país. E há mais mulheres do que homens entre os novos casos reportados este sábado: são 3.648, ou seja, 55,3% do total.

A maioria dos óbitos por Covid-19 também ocorreram no Norte, que registou 28 das 55 fatalidades a lamentar no país este sábado. Em Lisboa e Vale do Tejo registaram-se 17 mortes, no Centro foram oito e no Alentejo duas. O Algarve e os arquipélagos dos Açores e da Madeira não registaram mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Quarenta e cinco destas vítimas tinham 80 anos ou mais, oito estavam na faixa etária dos 70 aos 79 anos e duas tinham entre 60 e 69 anos. Vinte e três eram homens e 32 eram mulheres.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.