Se está habituado a utilizar a expressão “este carro é um tanque”, como sinónimo de veículo robusto, saiba que é capaz de existir aí alguma dose de exagero. Isto porque o termo “tanque” será mais bem aplicado se se referir a um veículo que está a ser licitado em Los Angeles, por 363 mil euros.

Trata-se do M4 Sherman, que foi o tanque ao serviço dos militares norte-americanos durante a II Guerra Mundial e a unidade que está à venda, através do leilão organizado pela Bring-A-Trailer, é a M4A1 Grizzly, uma versão fabricada sob licença no Canadá, em 1943. O estado de conservação é perfeito e todos os sistemas estão operacionais, não devendo existir mais de 20 unidades funcionais deste modelo, de acordo com a leiloeira.

Com um peso de 30 toneladas, fruto da blindagem, o Sherman é um tanque relativamente pequeno, com 5,8 metros de comprimento, ligeiramente mais comprido do que o Audi A8 com chassi longo. Para funcionar, necessita de cinco operadores a bordo, sendo que um é o piloto, estando outros ao serviço do canhão de 75 mm, da metralhadora principal (uma Browning M2, no topo da torre) e de outra mais pequena à frente, uma Browning M1919.

O motor escolhido para deslocar este mastodonte é um Continental R975, um diesel com 16 litros de capacidade, capaz de fornecer 400 cv e assegurar uma “estonteante” velocidade máxima de 38 km/h. O Sherman está equipado com uma caixa manual de cinco velocidades e um depósito de 670 litros de gasóleo mas, apesar disso, a autonomia não ultrapassa os 320 km.

O M4A1 Grizzly está disponível para licitação durante mais cinco dias, com a melhor proposta a estar de momento fixada em 430.000 dólares, cerca de 363 mil euros. Pelo que se quer mesmo comprar um tanque, esta é a sua oportunidade. Veja aqui como é o Sherman por dentro e como se conduz: