A construção de centenas de casas para colonos em Jerusalém é “um golpe letal nas perspetivas de paz e na possibilidade de uma solução de dois Estados”, disse este domingo a organização Peace Now [Paz Agora, em português].

Israel está a avançar na construção de habitações num bairro de Jerusalém, de acordo com o Ministério da Habitação e com a organização não-governamental.

“Isto é um golpe letal nas perspetivas de paz e na possibilidade de uma solução de dois Estados [entre Israel e Palestina]. Este governo Netanyahu-Gantz foi estabelecido para lutar contra o coronavírus, mas em vez disso está a aproveitar as últimas semanas do governo de Trump para estabelecer coisas que serão extremamente difíceis de desfazer para alcançar a paz”, alertou a Peace Now, em comunicado.

O Ministério da Habitação abriu hoje um concurso para mais de 1.200 novas casas na área de Givat Hamatos, em Jerusalém, que o grupo de vigilância critica, alegando que a construção cortaria ainda mais o acesso dos palestinos, pela cidade de Belém, ao setor oriental da cidade de Jerusalém, que afirmam ser a capital de um futuro Estado.

“Este concurso ainda pode ser interrompido. Esperamos que aqueles neste Governo que ainda têm algum senso de responsabilidade pelo nosso futuro façam o que puderem para cancelar o concurso antes que as propostas sejam apresentadas”, pediu a organização.

A medida pode testar os laços com o próximo governo dos Estados Unidos da América, do presidente eleito Joe Biden, que deve adotar uma postura mais firme contra a expansão dos assentamentos israelitas, após quatro anos de uma política mais branda durante a liderança do presidente Donald Trump.