Um lar de Malhadas, no concelho de Miranda do Douro, no distrito de Bragança, tem 33 pessoas infetadas com o novo coronavírus, 25 são utentes e oito funcionários, adiantou esta quarta-feira à Lusa a diretora da instituição.

“Das 41 pessoas [um total de 26 utentes e 15 funcionários] testadas pela Saúde Pública, 25 utentes e oito colaboradores deram positivo para a Covid-19”, indicou Sónia Neto, diretora do lar particular Casa de Repouso Livro de Memórias.

Segundo a responsável, o primeiro caso foi detetado na terça-feira de manhã e todas as funcionárias da Casa de Repouso Livro de Memórias se prontificaram para trabalhar, tendo ficado na instituição as que tiveram resultado positivo para a infeção que provoca a Covid-19. A diretora explicou que o utente que testou negativo está em isolamento profilático em casa de familiares.

Também os sete funcionários que tiveram resultados negativos no rastreio cumprem isolamento no domicílio. “De imediato, todas as pessoas da Casa de Repouso em estreita colaboração com Saúde Pública fizeram testes de despiste à Covid-19”, vincou a diretora. De acordo com a responsável, “a maioria dos utentes está assintomática, havendo três ou quatro casos com sintomas ligeiros da infeção”.

A diretora do Lar esclarece que o processo de desinfeção do lar está sob a orientação da Proteção Civil Municipal de Miranda do Douro.