O Civic é um dos best-sellers da Honda, pelo que é sempre um grande acontecimento para o fabricante japonês quando chega a hora de substituí-lo por uma geração mais recente. E, para a 11ª geração do modelo, tudo indica que o construtor optou por um Civic que parece uma versão à escala do Accord.

O futuro Civic continuará a ser mais baixo do que a maioria dos seus concorrentes, prometendo ser igualmente mais leve. As arestas e os vértices do actual Civic desaparecem no novo, com a Honda a parecer querer abrir mão das linhas que lhe conferiam personalidade, preferindo agradar menos a muitos, do que muito a poucos.

A marca revelou ainda uma foto do interior, onde é possível constatar que a suavização das linhas foi uma operação que se estendeu ao habitáculo. Aqui saltam à vista linhas mais clean e menos envolventes. Não é emoção, mas é possível que o novo Civic seja mais prático e confortável.

Como é habitual, o Civic estará disponível em vários formatos, especialmente o sedan de quatro portas e o hachback de cinco, o primeiro mais importante no mercado norte-americano e o segundo no europeu. O novo Civic começará a surgir em alguns mercados a partir da Primavera de 2021, mesmo numa fase em que não é fácil uma berlina triunfar num mundo que parece adorar os veículos tipo SUV, mais altos e volumosos. Felizmente, a Honda parece apostada em manter uma versão mais rápida, a Si, bem como o Type R, o reputado desportivo.