O município de Espinho abriu esta quinta-feira, junto à Nave Desportiva, um centro de rastreio à Covid-19 em que os utentes são testados dentro do carro, justificando a criação desta estrutura com o aumento de casos de infeção no concelho.

“Numa altura em que assistimos a um preocupante crescimento do número de casos de infeção no nosso concelho, esta é uma resposta importante no combate à pandemia, agilizando procedimentos e alargando a oferta de testes, para assegurar respostas mais rápidas”, declarou à Lusa Joaquim Pinto Moreira.

Trata-se assim de “aumentar a capacidade de testagem no próprio concelho e, dessa forma, possibilitar um maior controlo da situação epidemiológica local por parte da entidade de saúde”.

O novo centro de despistagem ao vírus SARS-CoV-2 está instalado no parque de estacionamento da Nave Desportiva Polivalente de Espinho e funciona sete dias por semana, entre as 9h e as 18h.

A realização do teste implica marcação prévia, através do telefone 220125001 ou da página de Internet da Unilabs, onde encontram uma secção própria para agendamento.

A nova estrutura destina-se apenas a “cidadãos suspeitos de infeção e referenciados pelo Serviço Nacional de Saúde”, pelo que “o utente que não possuir prescrição médica para o efeito pode requerer o exame a título particular, mas assumirá os custos inerentes à sua realização”.

Quanto ao diagnóstico final, os resultados serão “enviados diretamente para o paciente e para as autoridades de saúde pública num prazo de 24 a 72 horas”.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.339.130 mortos resultantes de mais de 55,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.632 pessoas dos 236.015 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Em Espinho, o mais recente boletim quinzenal da autarquia indicava a 8 de novembro 198 casos ativos de Covid-19 entre os 33.000 habitantes do concelho. O território integra a lista dos 191 municípios do país sob elevado risco de contágio e, por isso, sujeitos a restrições especiais do Governo em termos de mobilidade e horários de atividade comercial.