Um guarda do Estabelecimento Prisional do Vale do Sousa, em Paços de Ferreira, causou o pânico esta quinta-feira no Hospital da Misericórdia de Paredes: pegou numa arma e fez ameaças de morte por não lhe ter sido permitido visitar uma familiar.

O homem, de 59 anos, deslocou-se ao hospital com o intuito de visitar a mãe, que ali se encontra internada. Por não lhe ter sido permitida a visita, terá sacado a arma de serviço e ameaçado as pessoas que se encontravam no local.

A notícia foi avançada esta sexta-feira pelo Jornal de Notícias e confirmada pelo Observador junto de fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Paredes. O guarda foi desarmado pela GNR de Paredes e posteriormente detido e levado para o posto, onde passou a noite. Segundo o Jornal de Notícias, o homem será presente a tribunal durante a tarde desta sexta-feira.