Cinquenta jovens, entre eles refugiados e migrantes, integram um programa que decorrerá no Porto até março de 2021 para formar líderes, dando-lhes as ferramentas para integrarem o mundo do trabalho, disse esta sexta-feira à Lusa o promotor.

Denominado “Elevate leadership”, o programa da Academia Paul Harris do Distrito 1970 do Rotary International tem como parceiros a Universidade Católica — Centro Regional do Porto e as fundações AEP e Manuel António da Mota, revelou Sérgio Almeida.

O governador do Distrito 1970 do Rotary International explicou que o objetivo é “fazer com que os participantes melhorem as suas competências enquanto líderes de si mesmos, nas várias dimensões da sua vida e que ao mesmo tempo possam aplicar a ética e os valores rotários na sua ação no mundo”.

Os 50 participantes têm entre 20 e 30 anos, continuou o responsável, e “muitos deles estão a terminar a universidade e alguns já a trabalhar sendo uma parte proveniente do Movimento de Jovens de Rotary e outros da sociedade, havendo também refugiados e migrantes”.

A assinatura de um protocolo com a Plataforma de Apoio aos Refugiados e com o Serviço Jesuíta aos Refugiados em Portugal permitiu que “jovens refugiados de elevado potencial” participem nesta edição do programa, lê-se no comunicado da Academia Paul Harris.

Portugal, Ucrânia, Nepal, Palestina, Síria e Cabo Verde são as nacionalidades presentes no grupo que na próxima quarta-feira, para já em formato online devido à pandemia da Covid-19, inicia uma formação de 60 horas, gratuita, que deverá estender-se até março de 2021, descreveu à Lusa o também mentor do projeto.

O programa está dividido em três fases: self leadership (auto liderança), leader skill (capacidade de liderança) e leader management tools (ferramentas de liderança), disse.

“A presença da Fundação AEP traz-nos a ligação aos empresários, à possibilidade de termos mentores que apoiarão os jovens no desenvolvimento das competências, mas também o apoio logístico”, elogiou Sérgio Almeida.

E prosseguiu: “já a Universidade Católica Portuguesa — Centro Regional do Porto, participa com professores e aporta um selo de qualidade nos conteúdos, enquanto a Fundação Manuel António da Mota vai apoiar projetos de empreendedorismo social que os jovens possam depois colocar em prática na sociedade e que mudem vidas”.

Representando um “investimento estimado de cerca de 100 mil euros”, o programa, destacou Sérgio Almeida “conta com o alto patrocínio do Presidente da República”.

A apresentação do programa será no sábado, às 16h00, via zoom – https://zoom.us/j/95628430331 –, aberto a todo o público, e conta, a par dos parceiros institucionais, com a presença Jan Lucas Ket, Diretor de Rotary International, e Barry Rassin, Past President do Rotary International.