Manuel Grilo, vereador do Bloco de Esquerda na Câmara Municipal de Lisboa, ameaçou Luís Moreira, vogal independente da Junta de Freguesia do Areeiro, nas redes sociais. “Estou disponível para te pagar com um par de murros nessas fuças”, escreveu.

A ameaça surgiu após Luís Moreira ter partilhado uma notícia da revista Sábado, sobre a aprovação da proposta para as obras do quarteirão onde se situava a antiga Pastelaria Suíça, na Praça do Rossio. A proposta permite a construção de quatro unidades comerciais e outra de serviços. No entanto, um acordo assinado entre o Partido Socialista e o Bloco de Esquerda previa que todos os novos projetos de construção incluíssem, no mínimo, 25% de habitações. O vereador do Bloco de Esquerda absteve-se, ajudando assim a viabilizar a proposta.

Na publicação partilhada na rede social Facebook no dia 21 de novembro, tal como dá conta a Sábado, o vogal critica a aprovação da proposta e questiona: “Parabéns ao BE e ao vereador. Já agora uma pergunta. Qual é o preço atual para comprar um vereador?”.

Parabéns ao BE e ao vereador. Já agora uma pergunta.Qual é o preço atual para comprar um vereador?Foi aprovada na…

Posted by Luis Moreira on Saturday, November 21, 2020

Ao ter sido identificado na publicação, Manuel Grilo justifica-se: “Esses 25% são de renda acessível em projeto de habitação de privados e não de habitação em qualquer projeto. Quanto ao meu preço estou disponível para to pagar com um par de murros nessas fuças.”

Segundo Luís Moreira, o comentário foi posteriormente eliminado por Manuel Grilo. No entanto, o vogal ainda conseguiu fazer e partilhar uma captura de ecrã. “Mas como além de reles é pouco inteligente, não pensou que eu pudesse ter uma cópia de ecrã”, escreveu, criticando ainda a atitude do vereador. Contactada pelo Observador, a assessoria do Bloco de Esquerda na Câmara Municipal de Lisboa recusou comentar o sucedido.

Horas após a divulgação do comentário nos meios de comunicação, Manuel Grilo reconheceu na mesma rede social que o comentário “foi impróprio” e, por isso, apagou-o “antes de qualquer reação”. “Lamento tê-lo escrito”, afirmou.

Três erros: responder a insinuações, a quente e a quem não merece resposta. O meu comentário foi impróprio e apaguei-o antes de qualquer reação. Lamento tê-lo escrito.

Posted by Manuel Grilo on Monday, November 23, 2020

Nas eleições autárquicas de 2017, Luís Moreira foi eleito para a Junta de Freguesia do Areeiro pelo Bloco de Esquerda, no entanto, no final de 2018, foi-lhe retirada a confiança política por causa de “duas anedotas e uma troca de opiniões” publicadas no Facebook.

Notícia atualizada às 23h18 com a publicação de Manuel Grilo.