Os preços do gás natural doméstico recuaram na União Europeia (UE) para os 6,56 euros por 100 kWh no primeiro semestre do ano, face aos 6,7 euros homólogos, com Portugal a apresentar o quarto maior recuo (-15,4%).

Segundo dados esta terça-feira divulgados pelo Eurostat, o preço do gás natural para uso doméstico recuou ligeiramente na média da UE entre janeiro e junho, face ao mesmo período de 2019, com Portugal a apresentar o nono mais alto: 6,4 euros por 100 kWh.

Os preços do gás natural recuaram em 18 Estados-membros da UE, com Portugal a registar a quarta maior baixa, de 15,4% (face aos 7,6 euros homólogos), depois da Letónia (-29,4%), Lituânia (-19,8%) e Suécia (-16,0%).

De acordo com o gabinete estatístico europeu, as maiores subidas nos preços do gás natural para consumo doméstico registaram-se, face ao primeiro semestre de 2019, na Holanda (8,0%), França (7,3%) e Croácia (5,2%).

Expressos em euros, os preços médios mais baixos do gás doméstico no primeiro semestre de 2020 foram observados na Letónia, Hungria e Roménia (3,2 euros por 100 kWh cada) e Lituânia (3,6 euros).

Por seu lado, a Holanda (10,0 euros por 100 kWh), a Suécia (9,8 euros),a França (7,9 euros) e a Dinamarca (7,5 euros) apresentaram os preços mais altos.